15:36 26 Setembro 2021
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    BRICS: organização do futuro (189)
    0231
    Nos siga no

    O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e o Novo Banco de Desenvolvimento (NBD), instituição criada em 2014 pelo BRICS (grupo formado por Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul), assinaram nesta terça-feira, 8, um memorando de entendimento para cooperação.

    O NBD, sediado em Xangai, na China, planeja fazer suas primeiras operações no segundo trimestre de 2016, destacou o brasileiro Paulo Nogueira Batista Jr., um dos vice-presidentes da nova instituição.

    "Gostaríamos que os cinco países fossem contemplados nessa primeira leva", afirmou Batista Jr., após a cerimônia de assinatura do memorando, na sede do BNDES, no Rio. Segundo o vice-presidente do NBD, não há número nem valores previstos para a primeira leva de empréstimos a serem aprovados, mas está decidido que serão para projetos em energia renovável, com destaque para eólica e solar.

    Batista Jr. afirmou que o BNDES poderá ajudar no trabalho de identificação de projetos, mas o primeiro resultado prático do memorando de cooperação poderá ser a cessão de técnicos do banco brasileiro para contribuir na estruturação inicial da nova instituição.

    Segundo o presidente do BNDES, Luciano Coutinho, a ideia é ceder funcionários mais experientes, de forma temporária. "Depois, eles poderão ser substituídos por pessoas que fiquem por um período mais longo, até que o próprio banco possa contratar", afirmou Coutinho, também na cerimônia de assinatura. 

    O BNDES foi o primeiro banco nacional de desenvolvimento dos países do BRICS a assinar um acordo do tipo com o NBD.

    Tema:
    BRICS: organização do futuro (189)
    Tags:
    Brasil, Rússia, Índia, China, África do Sul, Xangai, Rio de Janeiro, Luciano Coutinho, Paulo Nogueira Batista Jr, BNDES, Banco de Desenvolvimento do BRICS
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar