09:51 18 Agosto 2017
Ouvir Rádio
    Donbass

    ONU: número de mortos no conflito ucraniano chega a 7.800

    © Евгений Романенко
    Mundo
    URL curta
    332531

    Um novo relatório da missão da ONU na Ucrânia revelou que o número de mortos do conflito armado no país chega a 7.800 pessoas, gerando mais 17.600 feridos.

    "Desde meados de abril de 2014 até 15 de Agosto de 2015 ao menos 7.883 pessoas (militares ucranianos, civis e membros de grupos armados) morreram e 17.610 ficaram feridos", diz o documento.

    A missão das Nações Unidas destacou que estes números são aproximados e são baseados nas informações a que teve acesso.

    No relatório anterior, o número de mortos era de 6.800 pessoas.

    Desde meados de abril de 2013 a Ucrânia começou a realizar uma operação militar para atacar as forças independentistas no leste da Ucrânia, em particular as autoproclamadas Repúblicas Populares de Donetsk e Lugansk. Estas não reconhecem a legitimidade das novas autoridades ucranianas que chegaram ao poder após um golpe de Estado em Kiev.

    Em um esforço para acabar com o conflito no leste da Ucrânia, o Grupo de Contacto (OSCE, a Rússia e a Ucrânia) se reuniu em 12 de fevereiro em Minsk e assinou um acordo que prevê, entre outros pontos, o cessar-fogo na região de Donbass, a retirada das armas pesadas, a troca de prisioneiros e a reforma constitucional na Ucrânia antes do final do ano.

    No entanto, ambos os lados do conflito relatam violações diárias da trégua.


    Mais:

    Alto representante da OSCE fala sobre situação na Ucrânia em entrevista à Sputnik
    Kremlin: Kiev volta a provocar a escalada do conflito na Ucrânia
    Diplomata russo: Poroshenko não tem o controle da Ucrânia
    Comandante do exército da Ucrânia pede a soldados que eliminem líder independentista
    Acordo da Ucrânia com credores é vantajoso só à primeira vista
    Tags:
    Acordos de Minsk, conflito, Grupo de Contato, ONU, OSCE, Donbass, Ucrânia, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik