05:44 24 Agosto 2017
Ouvir Rádio
    Combatentes do Estado Islâmico

    Ministro belga: missão militar contra EI na Síria é impossível sem a Rússia

    © AP Photo/
    Mundo
    URL curta
    Estado Islâmico: pior ameaça mundial (299)
    91960131

    A operação militar internacional contra o grupo terrorista Estado Islâmico (EI) na Síria não pode ser implementada sem um mandato do Conselho de Segurança da ONU, o que exige o apoio russo, declarou ministro belga.

    O ministro de Orçamento da Bélgica, ex-ministro da Defesa, Andre Flahaut, fez a declaração na rede social Twitter na terça-feira (8):

    "A intervenção militar contra o EI não pode ser efetuada sem o mandato da ONU, o que também quer dizer sem a Rússia. "

    Na sexta-feira (4) o presidente russo, Vladimir Putin, declarou que Moscou e Washington estão interessadas em criar uma coalizão internacional contra o terrorismo, mas que era demasiado prematuro discutir a questão do envolvimento russo em ações militares abertas contra militantes do Estado Islâmico.

    Os EUA lideram a coalizão de mais de 60 países que desde 2014 continua efetuando ataques aéreos contra posições dos radicais.

    Outros políticos europeus também já reconheceram a necessidade de envolver Moscou e Teerã na luta contra o terrorismo no Oriente Médio.

    Segundo declarou esta terça-feira o ministro das Relações Exteriores da Áustria, Sebastian Kurz, será impossível lutar contra o grupo jihadista Estado Islâmico (EI) sem a participação da Rússia e o Irã.

    "A luta contra o terrorismo é um assunto prioritário e, sem a ajuda de Estados como a Rússia e o Irã, será impossível continuá-la", disse Kurz, que se encontra de visita em Teerã.

    O chefe da diplomacia austríaca destacou a necessidade de elaborar um programa pragmático comum acerca do problema do EI, que não pode excluir o presidente da Síria Bashar Asad da luta contra os terroristas, como exigem alguns países ocidentais.

    A guerra na Síria está em curso há mais de quatro anos. Além do combate aos terroristas do grupo Estado Islâmico, as forças governamentais sírias também combatem a chamada oposição moderada.

    Tema:
    Estado Islâmico: pior ameaça mundial (299)
    Tags:
    opinião, ONU, Estado Islâmico, Síria, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik