00:42 21 Setembro 2018
Ouvir Rádio
    Cidade de Daraa, Síria

    EUA precisam da Rússia para acalmar Médio Oriente

    © REUTERS / Alaa Al-Faqir
    Mundo
    URL curta
    34191

    O chanceler russo Sergei Lavrov e o Secretário de Estado norte-americano John Kerry concordaram em continuar contatos estreitos em relação à resolução da crise síria, de acordo com o Ministério das Relações Exteriores russo.

    Numa conversa telefônica, o ministro das Relações Exteriores russo e o seu homologo norte-americano discutiram a luta contra o Estado Islâmico, grupo terrorista proibido na Rússia, e a situação na Síria. 

    A conversa foi iniciada pela parte norte-americana.

    "Durante a conversa foram discutidos vários aspectos da situação na Síria, os desafios relacionados com a luta contra o Estado Islâmico e outros grupos terroristas, bem como a cooperação para apoiar os esforços das Nações Unidas destinados a estabelecer o processo político na Síria, de acordo com o comunicado de Genebra datado de 30 de junho de 2012", se diz no comunicado.

    Lavrov e Kerry concordaram em continuar mantendo contactos estreitos em relação à regulação da crise síria.

    Vale lembrar que ontem (4) o presidente russo discutiu a criação duma coalizão internacional contra o terrorismo. A proposta tem boas perspectivas, segundo especialistas. 

    “Se as partes concordarem, será uma nova rede da segurança regional que vai unir os governos dos países vizinhos contra o terrorismo”, disse Tarek Ahmad, membro do Partido Social Nacionalista Sírio, em uma entrevista à Sputnik.

    Enquanto isso, a coalizão liderada pelos EUA continua conduzindo ataques aéreos contra os militantes do Estado Islâmico no território sírio. 

    A guerra civil se estende desde 2011 e já causou a morte de mais de 230 mil pessoas, segundo os dados da ONU.

    Mais:

    Lavrov e Kerry poderão reunir-se no âmbito da Assembleia Geral da ONU
    Rússia acolhe oposição síria para discutir combate ao Estado Islâmico
    Lavrov e Kerry acordam resolução sobre responsabilidade por ataques químicos na Síria
    Tags:
    terrorismo, Estado Islâmico, John Kerry, Sergei Lavrov, Oriente Médio, Síria
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik