05:39 18 Agosto 2019
Ouvir Rádio
    Vladivostok, navio do tipo Mistral

    Mídia: Moscou vetará venda dos Mistral sem helicópteros russos

    © Sputnik / Grigoriy Sisoev
    Mundo
    URL curta
    2341

    Moscou pretende propor aos potenciais compradores dos porta-helicópteros Mistral comprar, junto com os navios franceses, helicópteros russos Ka-52K, cujo desenvolvimento foi feito especialmente para este projeto, diz o jornal russo Kommersant.

    “O destino dos dois porta-helicópteros Mistral está diretamente ligado com os planos de promoção no mercado de helicópteros russos Ka-52K, destinados à aviação embarcada, que inicialmente foram desenvolvidos para serem instalados nos navios Mistral russos”, sublinha a edição, alegando as suas próprias fontes. 

    Segundo os dados do Kommersant, no caso de recusa por parte dos compradores em adquirir, junto com os navios, um lote de helicópteros russos, a Rússia usará o seu direito de veto, uma vez que foi o país que inicialmente encomendou os navios à França. Isto irá agravar consideravelmente a posição de França, diz-se no artigo.

    Entre os potenciais compradores dos navios Mistral estão países como a Índia, o Brasil, a Arábia Saudita, os Emirados Árabes Unidos, o Vietnã e o Egito. Porém, a maioria das declarações das autoridades francesas é vista pelos interlocutores do Kommersant como “não tendo base sólida”.

    Em 2011, a Rússia e a França assinaram um contrato de 1,12 bilhão de euros para a construção em França de dois navios porta-helicópteros da classe Mistral. Paris suspendeu o contrato em 2014, alegando uma suposta participação de Moscou no conflito ucraniano.

    No início de agosto, os presidentes da Rússia e da França Vladimir Putin e François Hollande romperam o contrato. A França já devolveu o valor pago por Moscou e, após a devolução de equipamento russo instalado nos Mistral, poderá manter para si ou vender os navios.

    Tags:
    veto, porta-helicópteros, helicópteros, Marinha, Ka-52k, Mistral, François Hollande, Vladimir Putin, Rússia, França
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar