06:02 19 Agosto 2017
Ouvir Rádio
    O castelo de Ksiaz, sob o qual o trem de ouro nazista supostamente estava escondido em Walbrzych, Polônia.

    Congresso Mundial Judaico reclama ouro encontrado em trem do Terceiro Reich

    © AFP 2017/ JANEK SKARZYNSKI
    Mundo
    URL curta
    142380413

    O Ministro da Cultura da Polônia, Piotr Zhuhovsky, disse que ouro do Terceiro Reich, encontrado em um trem blindado alemão da Segunda Guerra Mundial, passará para a posse do Tesouro do Estado, a menos que um reclamante surja, segundo divulgado pela mídia russa.

    Todavia, de fato um reclamante interessado se apresentou. O líder do Congresso Judaico Mundial, Robert Singer, acredita que o ouro pode ter pertencido a judeus que foram mortos em campos de concentração e, portanto, "deve ser transferido para seus herdeiros", disse.

    Na ausência de herdeiros, Singer prometeu transferir o ouro para a organização de judeus poloneses haja vista que "o Estado não compensou seu sofrimento e perdas econômicas durante o Holocausto", informou o representante à mídia em pronunciamento.

    Estima-se que durante a Segunda Guerra Mundial, a Alemanha nazista saqueou cerca de 550 milhões de dólares em ouro dos governos dos países que ocupou.

    Além disso, os nazistas tomaram ouro de indivíduos, especialmente das vítimas do Holocausto, que tiveram seus bens tomados até em campos de concentração, inclusive com a retirada de dentes de ouro, por exemplo.

    Um polonês e um alemão alegam terem encontrado um lendário trem cheio de ouro nazista na Polônia, 70 anos depois de ter saído de Wroclaw (antiga cidade alemã de Breslau) transportando um tesouro em ouro e outros metais valiosos para a Alemanha, fugindo do avanço do Exército Vermelho.

    Em vez de chegar ao destino planejado em Swiebodzice, alega-se que o trem se perdeu sem deixar traços nas montanhas ao redor da cidade de Walbrzych, região no sudoeste da Polônia, onde os dois homens agora afirmam tê-lo encontrado.

    Mais:

    EUA criam “Polônia nazista” em jogo educativo
    Deputada alemã fala sobre tumultos em Frankfurt, marcha nazista letã e oposição à Rússia
    Primeiro-ministro da Austrália compara opositor com famoso nazista
    Moscou condena aprovação de autoridades letãs à marcha nazista em Riga
    Tags:
    ouro, trem, holocausto, Segunda Guerra Mundial, Congresso Mundial Judaico, Robert Singer, Alemanha, Polônia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik