15:20 18 Outubro 2019
Ouvir Rádio
    Drone Orlan-10

    Mídia: EUA têm medo que Rússia e China superem seus drones

    © Sputnik / Evgeny Biyatov
    Mundo
    URL curta
    13331
    Nos siga no

    A mídia dos Estados Unidos manifestou preocupação de que a Rússia e China estariam desenvolvendo uma nova geração de veículos aéreos não tripulados (UAV), capazes de "negar as vantagens da América em aviões autocontrolados".

    A suposição é baseada em um relatório publicado pela Flightglobal, um site relacionado com as indústrias de aviação e aeroespaciais.

    Salão Aeroespacial Internacional MAKS 2015
    © Sputnik / Vladimir Astapkovich
    Segundo a publicação, "a Rússia poderia estar trabalhando em um veículo não tripulado pouco observável, o caça F-35, que utiliza sistemas profundamente integrados de combate eletrônicos para ficar escondido do radar”. Os sistemas eletrônicos vêm da produtora Kret, que tem um modelo de UAV exposto no salão aeroespacial MAKS-2015, em Moscou.

    A página cita o vice-diretor executivo da empresa, Vladimir Mikheev, que descreve o veículo como um UAV militar avançado, projetado para detectar aviões furtivos da mesma forma que o ambicioso projeto da China "Divine Eagle” (Águia Divina), que ele alega ser baseado na tecnologia "emprestada" da Rússia e dos EUA. 

    Essas aeronaves, segundo a publicação, conseguiriam detectar os aviões de combates dos EUA, que são difíceis de localizar, usando radares de banda X e UHF, especificamente a Lockheed Martin F-22 e F-35, e Northrop Grumman B-2. A vigilância aérea é apenas uma das capacidades do UAV.

    Mikheev disse que a Kret está fornecendo um sistema de combate eletrônico profundamente integrado que não só proporciona um campo eletromagnético de proteção em torno da aeronave para combater mísseis, mas também escondê-los de radares.

    Ele comentou também que os radares e sistemas de combate eletrônicos dos UAV’s são derivados dos que estão sendo produzidos para o caça Sukhoi Su-35 e o helicóptero Kamov Ka-50.

    Os meios de comunicação norte-americanos, portanto, ressaltam que “a ‘Águia Divina’, talvez seja o design de drone mais ambicioso da China. Planejado para caçar aviões dificilmente observáveis de longe, poderia vir a ser não apenas o maior drone do mundo, mas um dos mais importantes para o futuro da guerra", acrescenta o site.

     

    Mais:

    Rússia começará fabricação em série de drones
    EUA pretendem expandir drasticamente seu programa de drones
    'Drones da paz'
    Especialista militar: EUA criam armas contra drones da Rússia e China
    Comissão parlamentar australiana aprova uso de drones militares
    Tags:
    drone, MAKS 2015, China, EUA, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar