08:11 15 Outubro 2019
Ouvir Rádio
    Setor de Direita

    Cerca de 40 estrangeiros militam no grupo extremista Setor de Direita

    © AFP 2019 / SERGEI SUPINSKY
    Mundo
    URL curta
    225
    Nos siga no

    Cerca de 40 estrangeiros militam na organização de extrema-direita ucraniana Pravy Sektor (Setor de Direita). A informação foi divulgada pelo serviço de imprensa da organização.

    Simpatizantes do Setor de Direita protestando em frente ao parlamento ucraniano em março de 2014
    © AFP 2019 / GENYA SAVILOV / FILE
    “Temos uma lista de 40 estrangeiros que lutam como voluntários de nosso organismo”, disse o grupo, citado pela mídia local. 

    Segundo o Setor de Direita, estas pessoas querem solicitar a cidadania ucraniana, de modo que foi enviado um pedido à presidência para que a cidadania seja concedida. 

    O presidente da Ucrânia, Pyotr Poroshenko, por sua vez, declarou anteriormente que os estrangeiros que lutam do lado ucraniano podem pedir a nacionalidade do país se assim o desejarem. 

    O Setor de Direita é um movimento que reúne uma série organizações radicais nacionalistas na Ucrânia. Em janeiro e fevereiro de 2014, membros do grupo participaram de confrontos com a polícia e da invasão de diversos prédios administrativos do país, e desde abril do ano passado promovem repressão a protestos no sudeste ucraniano. 

    Em novembro de 2014, a Corte Suprema da Rússia reconheceu o Setor de Direita como uma organização extremista e proibiu a sua atividade em território russo. Em janeiro de 2015, o grupo foi incluído na lista de organizações proibidas na Rússia. Líder do movimento, Dmitry Yarosh enfrenta igualmente na Rússia acusações de incitação à atividade terrorista.

    Mais:

    Setor de Direita: Patriotas ou bandidos?
    Setor de Direita ameaça Kiev com eleições paralelas
    Setor de Direita impacienta autoridades de Kiev
    Opinião: Setor de Direita semeia terrorismo nas fronteiras da UE
    Governo ucraniano tenta negociar com ultranacionalistas do Setor de Direita
    Tags:
    extrema direita, extremismo, terrorista, estrangeiros, Setor de Direita, Rússia, Kiev, Ucrânia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar