06:09 23 Setembro 2019
Ouvir Rádio
    Daniel Scioli e a esposa Karina Rabolini comemoram a vitória nas primárias da Argentina.

    Candidato governista vence primárias para a presidência da Argentina

    © AP Photo / Natacha Pisarenko
    Mundo
    URL curta
    161
    Nos siga no

    O governista Daniel Scioli foi o grande vencedor das eleições primárias para a presidência da Argentina realizadas no domingo (9). Apurados 72,76% dos votos, ele está com 37,34% dos sufrágios. A distância para o segundo colocado, o opositor Maurício Macri, não é grande, apenas 6,35%.

    Ao todo, 15 candidatos disputaram esta fase inicial das eleições argentinas. Os postulantes que conseguiram alcançar ao menos 1,5% seguem na disputa, estando aptos a disputar o primeiro turno no dia 25 de outubro. O percentual do único representante da Frente para a Vitória, apoiada pela presidente Cristina Kirchner, porém, não lhe dá tranquilidade. Os índices alcançados forçariam uma segunda rodada do pleito, no dia 22 de novembro.

    Scioli, Macri e o terceiro colocado nas primárias, Sergio Massa, que está com 20,83% ficaram bastantes satisfeitos. O governista por ter saído na frente e o oposicionista por garantir a polarização em um segundo turno, enquanto o outro candidato no Top 3 conseguiu uma quantidade de votos que o deixará em uma posição privilegiada em uma negociação para uma rodada definitiva das eleições.

    Scioli foi o único candidato governista depois que a Frente para a Vitória retirou da disputa os outros seis postulantes. Ele governa a província de Buenos Aires. O empresário Maurício Macri é prefeito de Buenos Aires e ex-presidente do Boca Juniors. Já Massa era foi chefe de gabinete de Cristina Kirchner e o deputado mais votado da província de Buenos Aires em 2013.

    Tags:
    resultado, votação, primárias, eleições, Maurício Macri, Sergio Massa, Daniel Scioli, Cristina Kirchner, Buenos Aires, Argentina
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar