02:34 22 Outubro 2017
Ouvir Rádio
    Grécia se esforça para chegar a um acordo com os seus credores a poucas horas do vencimento da dívida junto ao FMI

    Crise grega ameaça exportadores tchecos e eslovacos

    © REUTERS/ Dado Ruvic
    Mundo
    URL curta
    131361

    A Grécia está à beira de falência. A situação econômica difícil no país também afeta as empresas estrangeiras que colaboram com Atenas.

    Os parceiros gregos devem bilhões de coroas para as empresas tchecas. Segundo os dados da associação de pequeno e médio negócio da República Tcheca, havia problemas com recebimento de dinheiro antes, mas agora os gregos quase cessaram de pagar por completo. 

    “Neste momento os nossos empresários não fornecem [mercadorias à Grécia] e até não recebem lucro pelas mercadorias que tinham sido fornecidas há muito tempo. É possível dizer com plena responsabilidade que as empresas gregas não pagavam por completo no passado e agora é quase impossível receber qualquer pagamento”, disse no passado o chefe da Associação Karel Havlícek.

    Os exportadores eslovacos também enfrentam problemas. Numa entrevista para a Sputnik o porta-voz da Associação de Uniões e Unidades de Empregadores da Eslováquia Miriam Spanikova:

    “A atual situação política e econômica na Grécia pode afetar negativamente os empresários eslovacos. Por causa da atual situação financeira os gregos não podem enviar pagamentos ao estrangeiro, por exemplo, por mercadorias e serviços que eles reservam de empresas estrangeiras. Isto pode também afetar os empresários eslovacos que lhes forneciam tais mercadorias e serviços”. 

    Respondendo à pergunta se o acordo assinado entre a Grécia e os credores pode reestabelecer a cooperação do negócio grego com os outros países europeus e ajudar Atenas a sair da crise, Spanikova disse o seguinte:

    “É difícil dizer agora se as propostas medidas possam ter um impacto desejável ou não. Em primeiro lugar, os gregos devem realizar estas medidas. O tempo irá dizer até quando serão efetivas. Porém, em primeiro lugar mudanças estruturais são precisas. Não está claro, por exemplo, de que grau o crescimento do IVA irá frear o crescimento econômico. É possível que os cidadãos e empresários tentem contornar este sistema. Por isso será preciso um controle aumentado por parte do Estado”.

    Mais:

    Opinião: Crise na Grécia mostra que o sonho da Europa acabou
    Alemanha promete “monitorar” de perto a implementação do acordo com a Grécia
    Tags:
    finanças, euro, comércio, crise, Grexit, União Europeia, Eslováquia, República Tcheca, Grécia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik