01:42 19 Outubro 2017
Ouvir Rádio
    Soldados da Missão da União Africana na Somália

    União Africana lança ofensiva militar contra o Al-Shabaab na Somália

    © AFP 2017/ MOHAMED ABDIWAHAB
    Mundo
    URL curta
    0 56461

    As tropas da União Africana (UA) e do Exército Nacional da Somália lançaram uma ofensiva militar contra o Al-Shabaad, grupo islâmico ligado à Al-Qaeda no sul da Somália, segundo noticiou a Missão da UA no país (AMISOM) em comunicado neste domingo (19).

    No final de junho, militantes do Al-Shabaab atacaram uma base das forças de paz da UA no sul da capital da Somália, Mogadíscio, onde um carro-bomba foi detonado e matou pelo menos 30 pessoas.

    "Esta operação visa a limpar as principais rotas de abastecimento para facilitar a entrega de ajuda humanitária à população e a expulsar o Al-Shabaab de todas as áreas, garantindo total controle por parte do Governo Federal da Somália", afirmou o vice-comandante da AMISOM, major-general Mohammedesha Zeyinu, citado no comunicado.

    Segundo o documento, a ofensiva de codinome Operação Corredor Jubba começou na sexta-feira (17), na sequência de outras operações bem-sucedidas que têm conseguido expulsar os extremistas da maior parte das regiões do país nos últimos meses.

    O grupo terrorista, que prometeu lealdade à Al-Qaeda em 2012, tem orquestrado ataques na Somália na tentativa de derrubar o governo do país e fazer cumprir a estrita lei islâmica da Sharia em todo o território nacional.

    Os jihadistas do Al-Shabaab também costumam conduzir atentados suicidas no Quênia, país que faz fronteira com a Somália e integra as forças da UA.

    Mais:

    Atentado do Estado Islâmico provoca morte de pelo menos 86 no Iraque
    Quirguistão afirma ter evitado ataques e pilhagens do Estado Islâmico
    Veículo explode perto de escritório da ONU na Somália
    Presidente do Quênia promete duras medidas contra os rebeldes da Somália
    Tags:
    terrorismo, ataques, Estado Islâmico, Al-Qaeda, Al-Shabaab, União Africana, África, Quênia, Somália
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik