05:54 23 Outubro 2017
Ouvir Rádio
    Independentistas de Donbass no leste da Ucrânia

    Independentistas na Ucrânia retiram armas da linha de frente

    © Sputnik/ Andrei Stenin
    Mundo
    URL curta
    Ucrânia: campo de batalha (286)
    211986223

    As autoproclamadas repúblicas populares de Donetsk e Lugansk (RPD e RPL) declararam que este domingo (19) irão retirar armas de calibre inferior a 100 mm da linha de frente.

    A declaração respetiva foi feita pelo representante da milícia da RPL, Sergei Kozlov:

    “Hoje, 19 de julho de 2015, de acordo com a decisão do chefe da RPL, Igor Plotnitsky, vamos começar a remoção de armas de calibre inferior a 100 mm e veículos blindados da linha de contato.”

    Este passo, segundo Kozlov, deve “reduzir e evitar mortes entre a população civil” e é destinado a “reduzir as chances de Kiev simular a realização dos acordos de Minsk.”

    Uma declaração semelhante fora feita mais cedo pelo representante da Defesa da RPD, Eduard Basurin:

    "Demonstrando o respeito pelo cumprimento dos acordos de Minsk, estamos prontos para dar o próximo passo para a paz, e com este objetivo — retirar nossas tropas com tanques e veículos blindados equipados com canhões de calibre 100 mm da linha de frente a uma distância de pelo menos 3 km".

    Kozlov também sublinhou:

    “Esperamos ações semelhantes de Kiev. Recordo que estamos fazendo tudo isso unilateralmente.”

    Não obstante as ações das autoproclamadas repúblicas populares, o porta-voz da administração presidencial para a operação militar, Alexander Motuzyanik, disse que Kiev não acredita na retirada das armas da linha de frente.

    “Todas as declarações das milícias de que elas retiram alguma coisa ou não retiram são infundadas”.

    O porta-voz do exército ucraniano Vladislav Seleznev declarou este domingo (19) que não foram dadas ordens para começar a retirada de armamentos de calibre inferior a 100 mm da linha de frente:

    “Não temos documentos ou ordens que nos obriguem a retirar veículos e armamentos de calibre inferior a 100 mm para uma determinada distância.”

    Enquanto isso, o representante da RPD, Eduard Basurin, esclareceu que as armas dos territórios problemáticos serão retiradas só após Kiev dar passos reais para a desmilitarização destas zonas.

    Lembramos que, em fevereiro do ano corrente, as partes em conflito acordaram em retirar todos os armamentos pesados por ambas as partes para distâncias iguais, com o objetivo de criar uma zona de segurança de distância mínima de 50 km entre as partes, para sistemas de artilharia de calibre 100 mm e maiores; de uma zona de segurança de distância mínima de 70 km entre as partes para sistemas de lançamento múltiplo de foguetes e de distância mínima de 140 km para sistemas de lançamento múltiplo de foguetes Tornado-S, Uragan, Smerch e para sistemas táticos de foguetes Tochka (Tochka-U).

    Tema:
    Ucrânia: campo de batalha (286)

    Mais:

    Acordo de Minsk prevê retirada de tropas e reforma constitucional
    Tags:
    Acordos de Minsk, armamentos, Eduard Basurin, RPL, RPD, Kiev, Ucrânia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik