07:09 18 Outubro 2017
Ouvir Rádio
    Michel Sapin, ministro de Finanzas de Francia

    Propostas gregas são boa base para iniciar diálogo, diz ministro francês

    © REUTERS/ Ralph Orlowski
    Mundo
    URL curta
    0 11101

    A proposta de reformas apresentada pela Grécia é uma boa base sobre a qual iniciar conversas para dar ajuda financeira adicional a Atenas, disse neste sábado o ministro de Finanças da França, Michel Sapin.

    “A determinação política da Grécia é um elemento importantíssimo. Outro elemento positivo é a avaliação das propostas gregas feita pelas três instituições: o Banco Central Europeu, a Comissão Europeia e o Fundo Monetário Internacional. É uma boa base sobre a qual iniciar conversas”, disse o ministro à imprensa após sua chegada à reunião do Eurogrupo em Bruxelas.

    Antes, durante o sábado, a imprensa informava que ao troika de credores havia avaliado de forma positiva as novas propostas econômicas enviadas pela Grécia para assegurar um novo pacote de resgate.

    O Eurogrupo discute neste sábado os méritos das propostas gregas para reiniciar as negociações em torno de um terceiro pacote de ajuda ao país.

    O presidente da Comissão Europeia para o euro e o diálogo social, Valdis Dombrovskis, havia dito que as propostas da Grécia eram consistentes com as propostas rejeitadas no referendo e refletiam a vontade de Atenas de alcançar um acordo com os credores.

    A proposta de reforma grega, necessária para o recebimento de mais um pacote de auxílio financeiro, foi enviada horas antes do prazo limite que expiraria na quinta-feira.

    No referendo do último domingo, 61% dos gregos rejeitaram as reformas exigidas pelos credores internacionais. Segundo o primeiro-ministro do país, Alexis Tsipras, o programa pós-referendo não cumpre as promessas originais feitas aos gregos, mas é melhor do que o pacote proposto pelos credores que fio rejeitado no plebiscito.

    Atenas mantém negociações com a troika de credoras há meses. A intenção é restruturar a dívida do país, que em março de 2015 era estimada em 313 bilhões de euros pelo Ministério das Finanças grego.

    Mais:

    Grécia apela à solidariedade e lembra perdão da dívida alemã em 1953
    Grécia: bancos ficarão fechados até segunda-feira
    Premier de Portugal: Grécia recebeu mais do que qualquer outro país
    Grécia confirma a intenção de permancer na zona do euro
    Tags:
    dívida, auxílio financeiro, pacote, reformas, Comissão Europeia, FMI, BCE, Eurogrupo, Alexis Tsipras, Michel Sapin, Grécia, França
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik