07:09 19 Outubro 2021
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    0 01
    Nos siga no

    O Papa Francisco encerrou nesta quarta-feira (8) sua visita ao Equador e partirá esta tarde para a Bolívia. Nas cidades equatorianas de Quito e Guayaquil, o Pontífice reuniu mais de 1,5 milhões em duas missas, se reuniu com o Presidente Rafael Correa e manteve inúmeros encontros pastorais.

    A segunda parte da viagem do Papa argentino batizada como “Volta para Casa”, em referência à América do Sul, o líder da Igreja Católica chegará ainda nesta quarta-feira a La Paz. A visita à capital boliviana traz uma preocupação a mais para as autoridades bolivianas e para a comitiva que o acompanha. A cidade fica a 3.600 metros de altitude.

    Por isso, Papa Francisco encontrará tanques de oxigênio no aeroporto boliviano, caso sofra com o ar rarefeito de La Paz. A preocupação se acentua porque o Pontífice, de 78 anos, não tem um dos pulmões, retirado quando ainda era jovem devido a uma infecção.

    Em La Paz, estão previstos encontros pastorais, com o Presidente Evo Morales e com representantes de líderes de um bloco socialista latino-americano ainda nesta quarta-feira. Papa Francisco ainda seguirá para Santa Cruz de la Sierra, onde presidirá a celebração de uma Missa na quinta-feira (9) e visitará o violento presídio de Palmasola.

    A última estada do Papa Francisco nesta viagem à América do Sul acontecerá no Paraguai. Nos três países, o Pontífice teve como temas principais de suas conversas questões ecológicas e o auxílio aos mais necessitados.

    Tags:
    Bolívia, La Paz, Santa Cruz de la Sierra, Equador, Quito, Guayaquil, Paraguai, Evo Morales, Papa Francisco, Rafael Correa, viagem, visita, ecologia, meio ambiente, pobres
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar