19:32 25 Fevereiro 2020
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    5113
    Nos siga no

    O governo do presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, convocou para consultas sua embaixadora em Georgetown, como parte da revisão das relações com a Guiana. Caracas acusa o país de promover o ódio e a desconfiança contra a Venezuela, com o propósito de avivar uma disputa fronteiriça pendente desde o século 19.

    "Decidi chamar para consultas a embaixadora da República Bolivariana da Venezuela, reduzir o tamanho e o nível da embaixada na Guiana e ordenei que a chancelaria faça uma revisão integral das relações com o governo atual da Guiana", afirmou Maduro na Assembleia Nacional, em mensagem transmitida por rádio e televisão.

    Maduro já disse que é uma "agressão" que o governo do presidente David Arthur Granger tenha permitido que a Exxon Mobil fizesse incursões no território reivindicado pelas duas nações. O líder venezuelano também culpa a empresa petroleira por supostamente influir sobre as autoridades do país vizinho.

    As tensões entre os dois países aumentaram recentemente, por causa do descobrimento de uma reserva petrolífera em águas da região, informou Agência Estado.

    Tags:
    ExxonMobil, David Arthur Granger, Nicolás Maduro, Guiana, Venezuela
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar