10:51 08 Dezembro 2019
Ouvir Rádio
    Ban Ki-moon, secretário-geral das Nações Unidas

    Ban Ki-moon condena ataque contra forças da ONU no Mali

    © AP Photo / Ali Al-Saadi
    Mundo
    URL curta
    0 31
    Nos siga no

    As Nações Unidas declararam que o ataque contra um de seus comboios no norte do Mali, nesta quinta-feira, não afetará sua determinação em apoiar o povo maliano e o processo de paz no país. A informação foi divulgada pelo serviço de imprensa da organização, que acrescentou que o secretário-geral, Ban Ki-moon, condenou duramente a ação.

    O ataque em questão, realizado mais cedo, na região de Timbuktu, causou a morte de seis capacetes azuis de Burkina Faso, deixando ao menos outros nove feridos. 

    Desde o início das operações da missão da ONU no Mali (Minusma), em abril de 2013, 42 soldados, de diferentes nacionalidades, foram mortos. E 166 foram feridos. Em 2015, já são dez execuções. 

    Segundo Ban Ki-moon, os ataques contra os capacetes azuis constituem uma grave violação do direito internacional, que exige que todos os responsáveis sejam imediatamente levados à justiça.  

    A emboscada desta quinta-feira, a mais sangrenta dos últimos nove meses, foi reivindicada pela Al-Qaeda no Magreb Islâmico, conhecida pela sigla AQIM. 

     

    Mais:

    Governo do Mali e grupos rebeldes tuaregues assinam acordo de paz
    Al-Qaeda assume autoria de ataques a tropas da ONU no Mali
    Exército francês executa líderes jihadistas no Mali
    Tiroteio em restaurante na capital de Mali
    Tags:
    terrorismo, ataque, Minusma, ONU, Al-Qaeda no Magreb Islâmico (AQIM), Ban Ki-moon, Timbuktu, Mali
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar