23:00 16 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    Presidente del Consiglio Matteo Renzi

    Matteo Renzi classifica como erro histórico a oposição europeia à Rússia

    © REUTERS / Francois Lenoir
    Mundo
    URL curta
    4231
    Nos siga no

    Em discurso em Berlim nesta quarta-feira (1), o primeiro-ministro italiano, Matteo Renzi, afirmou que o posicionamento da Europa contra a Rússia é uma deturpação da história. A tendência em partes do continente, segundo ele, em definir a relação com país como oposição é uma falsificação histórica.

    “É um erro pensar a Europa como anti-Rússia. É impossível imaginar que o pensamento europeu está construído sobre um modelo anti-Rússia. Essa é uma história falsa”, disse Renzi em Berlim, segundo relatou a RIA Novosti.

    Renzi ainda destacou que a política de oposição à Rússia é um “crime cultural”, bem como um “erro político”. O premiê italiano também fez referência à importância da contribuição russa na luta contra o terrorismo.

    “O pensamento de ir à guerra contra o terrorismo e deixando de fora a Rússia é um erro estratégico”, afirmou o primeiro-ministro.

    Falando na Universidade Humboldt de Berlim, Renzi explicou a escolha do título para o seu discurso, que ele chamou de “Europa: Volte para o futuro”.  O premiê lembrou filme de ficção científica de 1985 contando a cena em que um dos personagens principais bate na cabeça de outro personagem e diz: “Olá? Olá? Alguém em casa? Hein? Pense, McFly! Pense!”.  

    “Agora você pode bater na cabeça de alguns líderes europeus e perguntar se há alguém em casa”, disse Renzi.

    O discurso em Berlim aconteceu antes de uma reunião com a chanceler alemã, Angela Merkel. Renzi também falou sobre a política interna da Europa e apelou a “uma terceira via entre a irresponsabilidade e a austeridade” e uma nova visão econômica para promover o crescimento em Zona do Euro.

    “Temos de ter a coragem de admitir que a austeridade não tem funcionado”, disse Renzi, informou a imprensa italiana.

    Tags:
    erro, pensamento, discurso, universidade, oposição, terrorismo, Universidade Humboldt, Matteo Renzi, Angela Merkel, zona do euro, Berlim, Itália, Europa, Alemanha, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar