15:17 20 Novembro 2017
Ouvir Rádio
    Lua

    De olho na Lua: Rússia e China preparam grandes projetos espaciais

    © flickr.com/ NASA's Marshall Space Flight Center
    Mundo
    URL curta
    0 1283131

    Rússia e China iniciaram negociações sobre a expansão da cooperação na indústria espacial no ano passado, e agora têm uma série de projetos de larga escala para desenvolver, disse um alto funcionário da indústria espacial russa e presidente do Conselho da Juventude da Organização de Cooperação de Xangai (SCO) à Sputnik nesta terça-feira (30).

    De acordo com Denis Kravchenko, as conversações russo-chinesas deram um impulso à implementação de projetos conjuntos na área espacial, bem como à disposição de sincronizar as plataformas de hardware e interfaces tecnológicas mútuas.

    "O lado chinês manifesta interesse em colaborar para criar infraestrutura de exploração lunar tripulada", pontuou Kravchenko, vice-diretor geral da Corporação Integrada de Foguetes Espaciais. 

    Exercícios antiterroristas da SCO em 2013
    © Foto: Press service of the Central Military District
    Planos para a criação de uma aliança aeroespacial capaz de realizar missões espaciais tripuladas conjuntas, inclusive para a Lua, surgiram no mês passado. Em abril, o vice-primeiro-ministro russo, Dmitry Rogozin, anunciou a intenção de criar uma estação lunar tripulada permanente em colaboração com a China.

    "A China está disposta a desenvolver a cooperação na construção do motor [e] insta a considerar a ideia de montar uma produção conjunta. Nós estamos mais interessados na comercialização. Temos a intenção de vender motores", disse Kravchenko à Sputnik.

    O reforço da cooperação russo-chinesa em pesquisa espacial coincide com o aumento da preocupação dos Estados Unidos sobre a vulnerabilidade de sua tecnologia espacial.

    O vice-secretário de Defesa dos EUA Robert Work disse na semana passada que o espaço deve agora ser considerado como "domínio operacional impugnado" no "caso improvável de termos um choque de armas." Assim, para centralizar os recursos de monitoramento, inteligência e alarme no espaço, Work anunciou o lançamento de um Centro de Operação Espacial interagências nos próximos seis meses.

    A SCO, aliança política, econômica e militar estabelecida em 2001 com a Rússia e a China como membros fundadores, emitiu uma declaração conjunta no ano passado em que se opôs a uma corrida armamentista no espaço. 

    A Rússia neste momento detém a presidência da SCO e irá sediar a cúpula da Organização entre o dia 8 e 10 de julho na cidade de Ufá. 

    Mais:

    Timelapse da Terra a partir da Estação Espacial Internacional
    Autoridade espacial russa confirma próximo lançamento de novo foguete
    Rogozin defende reforma da indústria espacial russa
    Rússia e China estão se preparando para pousar na Lua
    Agência espacial russa planeja modificar foguete Angara para viagens à Lua
    Colonização da Lua
    Tags:
    programa espacial, colonização da lua, lua, cooperação espacial, espaço, Corporação Integrada de Foguetes Espaciais, Roscosmos, Denis Kravchenko, Robert Work, EUA, Rússia, China
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik