10:43 24 Maio 2018
Ouvir Rádio
    Podgorica, Montenegro

    Rússia: possível entrada de Montenegro na OTAN ameaça segurança da Europa

    © Sputnik / Ruslan Krivobok
    Mundo
    URL curta
    8215

    Moscou avalia negativamente a tentativa de Montenegro a aderir à OTAN, segundo afirmou o representante permanente da Rússia na aliança ocidental, Aleksandr Grushko, durante uma teleconferência organizada pela Sputnik nesta terça-feira (30).

    De acordo com o enviado russo, a eventual adesão à OTAN por parte de Montenegro ameaça tanto a segurança da Europa quanto os laços do país com a Rússia.

    "Este é um passo completamente negativo tanto para a segurança europeia quanto para as nossas relações com o Montenegro, porque é óbvio que é um país próximo, histórica e espiritualmente, que está entrando em uma organização que, para dizer o mínimo, é hostil em relação à Rússia", disse Grushko.

    O diplomata comentou ainda que as políticas do OTAN sobre a Ucrânia são destrutivas e servem apenas àqueles que querem uma solução militar para o conflito.

    "Pode-se e deve-se falar sobre o fato de que a linha da OTAN é essencialmente destrutiva, e que acima de tudo entrega o jogo nas mãos de quem deseja resolver a crise através de meios militares", declarou Grushko.

    Na segunda-feira (29), o presidente da comissão de Relações Internacionais do parlamento russo, Aleksei Pushkov, disse que se a OTAN decidir acelerar a adesão de Montenegro, ficaria demonstrado mais uma vez os esforços da aliança ocidental no sentido de expandir sua presença política e militar nos territórios do sul e do leste da Europa.

    O anúncio de que a entrada de Montenegro poderia ser acelerada foi feito oficialmente pelo secretário-geral da OTAN na quinta-feira (25), durante entrevista coletiva em que se soube que a decisão sobre o assunto será tomada em um encontro de chanceleres do bloco, em dezembro. 

    Anteriormente, a Polônia havia dito que a OTAN faria o convite a Montenegro, assim como à Macedônia, apenas em julho do ano que vem, durante a próxima cúpula da aliança em Varsóvia.

    A Organização do Tratado do Atlântico Norte tem se expandido para o leste desde o fim da era soviética. Quase todos os antigos membros da agora extinta Organização do Tratado de Varsóvia, bem como as três repúblicas bálticas da antiga União Soviética, aderiram à OTAN entre 1999 e 2009.

    Mais:

    Analista: aliados dos EUA na OTAN não acreditam na "ameaça russa"
    Especialista: Agenda da OTAN vai muito além da questão ucraniana
    OTAN decide aumentar para 40 mil soldados a sua força de reação rápida
    OTAN rejeita hipótese de provocar corrida armamentista com a Rússia
    Tags:
    Tratado de Varsóvia, OTAN, Aleksandr Grushko, Jens Stoltenberg, Aleksei Pushkov, Leste Europeu, Macedônia, Varsóvia, Montenegro, Polônia, Europa, Moscou, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik