23:39 19 Janeiro 2018
Ouvir Rádio
    Evgeny Primakov

    Embaixada da Rússia no Brasil emite nota sobre morte de Yevgeny Primakov

    © Sputnik/ Vladimir Rodionov
    Mundo
    URL curta
    0 20

    A Embaixada da Rússia no Brasil emitiu nota oficial sobre a morte do ex-Primeiro-Ministro e ex-Ministro das Relações Exteriores Yevgeny Primakov, falecido na sexta-feira, 26 de junho de 2015. A nota exalta as virtudes do ex-chefe de governo e do ex-chefe da diplomacia da Rússia, definindo-o como “sábio, político proeminente e cientista talentoso”.

    A nota oficial recorda que “Yevgeny Primakov esteve à frente do Instituto de Estudos Orientais da União Soviética entre 1977 e 1985. No final dos anos 1980, foi presidente do Soviete Supremo da (parlamento soviético) e, entre 1991 e 1996, foi diretor do Serviço de Inteligência Externa da Rússia. Entre 1996 e 1998, foi Ministro dos Negócios Estrangeiros. Em 1999, já como Primeiro-Ministro, protagonizou a sua lendária empreitada política, que entrou para a história russa como o “retorno sobre o Atlântico”. Ao tomar conhecimento dos primeiros bombardeiros na ex-Iugoslávia por forças da OTAN, Primakov cancelou a sua visita aos EUA e ordenou que a aeronave, já sobrevoando o Oceano Atlântico, fosse redirecionada de volta para Moscou”.

    Ainda de acordo com a nota oficial da embaixada da Rússia, “Yevgeny Primakov fez contribuição colossal para a formação e desenvolvimento do país” e destaca “seu profissionalismo excepcional e experiência gerencial, sua profundidade de conhecimentos, sua mente analítica, sua capacidade de persuadir e a força do seu caráter”.

    A nota conclui afirmando que “a Embaixada da Rússia no Brasil expressa os seus mais profundos pêsames aos familiares e amigos e abriu Livro de Condolências (inclusive online), que serão transmitidas aos parentes de Yevgeny Primakov”.

    Tags:
    virtudes, primeiro-ministro, premiê, nota, morte, Livro de Condolências, Embaixada da Rússia no Brasil, OTAN, Yevgeny Primakov, oceano Atlântico, União Soviética, Iuguslávia, Moscou, EUA, Rússia, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik