02:36 14 Dezembro 2017
Ouvir Rádio
    Atentado a usina de gás em Saint-Quentin-Fallavier.

    Polícia francesa detém suspeito de atentado em usina de gás

    © AP Photo/ Laurent Cipriani
    Mundo
    URL curta
    0 11

    O ministro do Interior da França, Bernard Cazeneuve, afirmou que a polícia francesa já deteve uma pessoa suspeita de participar do atentado a uma usina de gás em Saint-Quentin-Fallavier, na região de Lyon. Segundo a mídia local, ele seria Yassim Salhi, teria ligações com o movimento salafista e já fora preso em 2006 por radicalismo.

    O presidente da França, François Hollande, já havia citado a prisão de um suspeito e levantado a possibilidade da participação de uma segunda pessoa na ação. A polícia chegou a deter o dono de um veículo que teria ficado circulando próximo à usina de gás. No entanto, nenhuma ligação formal entre ele e o atentado foi descoberta pelos agentes franceses.

    Uma explosão destruiu a companhia nesta sexta-feira (26). O corpo de um homem decapitado foi encontrado no local. No entanto, ainda não se sabe se ele estava na usina ou se foi levado já morto para a empresa. Ao seu lado, havia uma bandeira com inscrições em árabe, que o jornal Le dauphiné Libéré diz ser do Estado Islâmico.

    Segundo a Air Products, proprietária da usina, todos os funcionários foram localizados e estavam bem.

    Tags:
    prisão, decapitação, explosão, terrorismo, atentado, usina de gás, Le dauphiné Libéré, Air Products, Estado Islâmico, Yassim Salhi, Bernard Cazeneuve, François Hollande, Saint-Quentin-Fallavier, Lyon, França
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik