16:31 17 Outubro 2018
Ouvir Rádio
    Moscou

    Moscou deixa lista das dez cidades mais caras do mundo

    © Sputnik / Vladimir Pesnya
    Mundo
    URL curta
    0 141

    A capital russa deixou de figurar no ranking das dez cidades mais caras do mundo, de acordo com a consultora Mercer. Em um ano, Moscou caiu da 9ª para a 50ª posição, sendo que, há dois anos, a cidade ocupava o segundo lugar da lista.

    O motivo para a queda, conforme explicaram os autores do estudo, foi a desvalorização do rublo ao longo do último ano, a redução nos preços do petróleo e as sanções adotadas pelo Ocidente contra a Rússia. 

    Também por conta da desvalorização da moeda nacional, a capital japonesa, Tóquio, também ficou de fora do top 10 anual, caindo do 7º para a 13º lugar no novo ranking, liderado pela cidade de Luanda, em Angola. Hong Kong (China), Zurique (Suíça), Singapura, Genebra (Suíça), Xangai (China), Pequim (China), Seul (Coreia do Sul), Berna (Suíça) e N'Djamena (Chade) completam a lista das dez cidades mais caras do planeta. São Petersburgo, segunda maior cidade da Rússia, também é a segunda mais cara do país, aparecendo em 152º lugar.

    Na América do Sul, a única cidade que aparece entre as vinte primeiras é a capital argentina, Buenos Aires, na 19ª posição, seguida por São Paulo (40ª) e Rio de Janeiro (67ª). 

     

    Mais:

    Rússia dispara em ranking de competitividade em turismo
    São Paulo entra no ranking de 10 cidades com skylines mais impactantes
    Moscou prepara-se para acolher a Copa do Mundo 2018
    Universidade de Moscou ultrapassou Sorbonne no ranking mundial das universidades
    Tags:
    petróleo, rublo, sanções, Mercer, Ocidente, Japão, Chade, N'Djamena, Berna, Coreia do Sul, Seul, Pequim, Genebra, Singapura, Suíça, Zurique, China, Hong Kong, Buenos Aires, Argentina, Brasil, Angola, Luanda, Tóquio, Xangai, São Petersburgo, São Paulo, Rio de Janeiro, Rússia, Moscou
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik