03:00 22 Setembro 2019
Ouvir Rádio
    Aécio Neves

    Senadores brasileiros da oposição são hostilizados em Caracas

    © flickr.com/ Senado Federal
    Mundo
    URL curta
    1296
    Nos siga no

    O líder tucano Aécio Neves e outros senadores brasileiros da oposição foram hostilizados nesta quinta-feira nas ruas de Caracas quando se dirigiam do aeroporto da capital ao presídio onde iriam se encontrar com o oposicionista venezuelano Leopoldo López, preso por incitação à violência durante protestos realizados na Venezuela no ano passado.

    A comitiva brasileira, composta também por Aloizio Nunes (PSDB), Cássio Cunha Lima (PSDB), Ronaldo Caiado (DEM), Agripino Maia (DEM) e Sérgio Petecão (PSD), foi cercada por manifestantes logo depois de deixar a base aérea e impedida de seguir pelo caminho indicado, conforme relatou o próprio presidente do PSDB em seu Twitter. 

    "Estamos em Caracas, sitiados em uma via pública. Nossa van foi atacada por manifestantes", informou o parlamentar em um post. "Mas seguimos firmes na disposição de visitar Leopoldo Lopez", disse ele em seguida.

    Segundo Aécio, o incidente foi relatado ao presidente do senado brasileiro, Renan Calheiros, que prometeu protestar contra as "agressões" e cobrar uma resposta da presidenta Dilma Rousseff.

     

    Mais:

    Prefeito de Caracas é acusado formalmente por conspiração contra governo da Venezuela
    Jaques Wagner: Venezuela autorizou pouso de avião da FAB com senadores brasileiros
    Tags:
    Twitter, Dilma Rousseff, Renan Calheiros, Leopoldo Lopez, Ronaldo Caiado, Cássio Cunha Lima, Sérgio Petecão, Agripino Maia, Aécio Neves, Caracas, Venezuela, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar