23:21 18 Novembro 2017
Ouvir Rádio
    Peças apresentadas ao Tribunal de Direitos Humanos da Europa do processo pela morte de Jean Charles Menezes.

    Família de brasileiro executado no metrô de Londres apresenta ação em tribunal europeu

    © AP Photo/ Christian Lutz
    Mundo
    URL curta
    0 12753

    Dez anos após Jean Charles de Menezes ter sido assassinado pela polícia de Londres, a família do brasileiro apresentou uma ação criminal no Tribunal Europeu dos Direitos Humanos contra os agentes envolvidos.

    A prima de Jean Charles, Patrícia Armani da Silva, divulgou um comunicado afirmando que os familiares do brasileiro creem em um julgamento. “Durante 10 anos a família vem lutando por justiça para Jean, porque acreditamos que os oficiais da polícia têm que ser julgados pela morte dele. A morte de Jean é uma dor que nunca vai embora.”

    Jean Charles tentava embarcar no metrô de Londres, no dia 22 de julho de 2005, quando foi executado por policiais. Ele recebeu sete tiros e, segundo os agentes, acabou confundido com Hussein Osman, um militante islâmico acusado de planejar um atentado, evitado pelas forças de seguranças londrinas, no dia anterior.

    Os promotores de Londres disseram não haver elementos suficientes para processar os policiais envolvidos na morte de Jean Charles.

    Tags:
    confundido, processo criminal, metrô, terrorista, morte, assassinato, execução, Tribunal Europeu dos Direitos Humanos, Hussein Osman, Jean Charles de Menezes, Inglaterra, Londres, Europa
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik