08:04 22 Julho 2018
Ouvir Rádio
    Combatentes se preparam para invadir a sede do Estado islâmico

    Forças iraquianas lançam ofensiva contra EI para recuperar Ramadi

    © AFP 2018 / ZAKARIYA AL-KAFI
    Mundo
    URL curta
    Estado Islâmico: pior ameaça mundial (299)
    0 41

    As forças iraquianas lançaram uma operação nesta terça-feira, 26, para retomar a província de Al Anbar, no oeste do país, do grupo terrorista Estado Islâmico (EI), que na semana passada capturou a cidade de Ramadi, localizada a apenas 100 km a oeste de Bagdá, capital do Iraque.

    A televisão iraquiana anunciou o início das operações militares do exército do país com o apoio de forças paramilitares essencialmente xiitas, mas que incluem alguns sunitas.

    O porta-voz do grupo xiita Hashid para Shaabi (Mobilização Popular, que reúne dezenas de milícias xiitas), Ahmed Al Asadi, disse que as forças iraquianas lançaram uma ofensiva nas áreas desérticas do nordeste de Ramadi, que foi dominada pelo Estado Islâmico após a retirada do exército iraquiano. 

    De acordo com Al Asadi, a ofensiva para retomar a província de Al Anbar "não vai durar muito" e "o inimigo será surpreendido" pelo uso de novas armas.

    Já o primeiro-ministro iraquiano, Haider al Abadi, disse que Ramadi será reconquistada "dentro de dias" e defendeu a retirada dos 1.500 soldados que estavam na cidade antes da ocupação do EI, que, de acordo com fontes locais, tomou a cidade com menos de 200 homens.

    Al Abadi explicou que a retirada aconteceu por conta das táticas surpresa que os jihadistas usaram, implementando ataques com veículos blindados com explosivos.  

    A ofensiva do Estado Islâmico no Iraque coincidiu com o sucesso militar do grupo terrorista na Síria, onde os jihadistas ocuparam a cidade histórica de Palmira. Os EUA e seus aliados iniciaram, em 2014, uma operação contra Estado Islâmico no Iraque e na Síria, conduzida por forças aéreas e sem presença de contingentes em terra. 


    Tema:
    Estado Islâmico: pior ameaça mundial (299)

    Mais:

    Luta contra EI chegou a um impasse?
    Secretário da Defesa dos EUA diz que exército iraquiano não quer lutar contra o EI
    General sírio: Washington mata líder do EI, depois de o ter apoiado
    Presidente iraquiano: contribuição do Irã é essencial para combate ao EI
    Líder do EI convida muçulmanos a se mudarem para seu califado
    Tags:
    operação militar, xiitas, Estado Islâmico, Ramadi, Síria, Iraque
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik