10:47 17 Outubro 2018
Ouvir Rádio
    Ministro dos Negócios Estrangeiros iraniano, Javad Zarif, e o Chefe da Organização de Energia Atômica do Irã, Ali Akbar Salehi, entre outros membros de sua delegação em Lausanne, 27 de março de 2015

    Sexteto fez concessões ao Irã sobre programa nuclear

    © REUTERS / Brendan Smialowski/Pool
    Mundo
    URL curta
    0 51

    O Sexteto de mediadores internacionais concordou em aceitar a condição do Irã, que exigiu levantar as sanções contra o país, segundo relatam as mídias iranianas, citando o deputado do Majlis (Parlamento), Kamaladin Pirmoazzen.

    “O cancelamento simultâneo das sanções econômicas e financeiras que estão em vigor contra o Irã é parte do futuro acordo sobre o programa nuclear iraniano, que o Sexteto já concordou em afirmar”, disse Pirmoazzen com referência à declaração do ministro das Relações Exteriores, Mohammad Javad Zarif, e do chefe da delegação iraniana, Abbas Araghchi, numa sessão fechada do Parlamento.

    De acordo com o deputado, Teerã também conseguiu defender o direito de ter um reator de água pesada em Arak e uma fábrica em Fordow, onde vão operar 1.444 centrífugas.

    Ao mesmo tempo, a assinatura do acordo nuclear dá à comunidade internacional a garantia de que o Irã não terá o direito de desenvolver armas nucleares no futuro próximo.

    O assessor do presidente do Majlis para assuntos internacionais, Hussein Sheikholeslam, comentou para a Sputnik Persian essa situação:
    “A questão sobre o levantamento das sanções foi discutida [na reunião fechada no Majlis], e, como foi acordado anteriormente, as sanções deveriam ser levantadas simultaneamente. Esta exigência deve ser necessariamente satisfeita.”

    Contudo, ele observou que o Irã não aceitou o pedido para inspecionar suas instalações militares.

    “Não há nenhuma decisão final sobre o assunto. Agora, de acordo com o protocolo adicional, está discutido o ‘acesso controlado’ para os objetos não relacionados ao programa nuclear, mas não a inspeção destas instalações”, esclareceu ele.

    A nova ronda de negociações do Sexteto e do Irã começa hoje, em Viena, no nível de vice-ministro das Relações Exteriores iraniano Abbas Arakhchi e da vice-chefe da diplomacia europeia, Helga Schmid, como informa a agência russa RIA Novosti. Como disse na sexta-feira o vice-ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Ryabkov, há uma alta confiança de que o acordo sobre o programa nuclear iraniano será alcançado.

    Em 2 de abril de 2015, na Suíça, o Irã e o P5+1 – grupo composto por EUA, França, Rússia, China e Reino Unido, além da Alemanha – chegaram a um acordo para os moldes iniciais de um pacto sobre o programa nuclear iraniano. A data-limite para que se chegue a um texto final é 30 de junho.

    Tags:
    negociações, programa nuclear iraniano, Mohammad Javad Zarif, Irã
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik