11:06 15 Abril 2021
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    3852
    Nos siga no

    O presidente russo, Vladimir Putin, chefiou a ação "Regimento Imortal" na Praça Vermelha em Moscou. Empunhando o retrato de seu pai, que defendeu o país dos nazistas, Putin acompanha os milhares de russos, cujos parentes também lutaram em 1941-1945, desfilando pelas ruas da capital.

    A ação "Regimento Imortal" é uma passeata em que os manifestantes carregam fotos de seus parentes que morreram na Segunda Guerra Mundial, ou Grande Guerra Patriótica como é chamada na Rússia.

    Esta iniciativa é realizada em 9 de maio, no Dia da Vitória, na capital russa e em outros países.
    Marchas semelhantes também estão planejadas na Áustria, Azerbaijão, Bielorrússia, Alemanha, Israel, Irlanda, Cazaquistão, Mongólia, Noruega, Coreia do Sul, na Estónia e na Ucrânia.

    No artigo da revista Russky Pioner (Pioneiro Russo), Vladimir Putin contou que seus pais sobreviveram na guerra por milagre, mas não sentiam ódio em relação aos soldados alemães, porque eles também eram reféns de circunstâncias e eram obrigados a combater. Ele disse que seu pai servia em Sevastopol, na Força de Submarinos. Quando a guerra começou, o pai de Putin trabalhava numa fábrica militar e não precisava ir para a linha de frente, mas foi por vontade própria. Ele foi enviado para o regimento de sabotagem e durante um dos ataques foi ferido.

    A ação Regimento Immortal na Praça Vermelha
    © Sputnik
    A ação "Regimento Immortal" na Praça Vermelha

    Mais:

    Putin: 70 anos após a vitória, segurança é a tarefa comum do mundo
    Tags:
    memória, Grande Guerra Patriótica, Dia da Vitória, Vladimir Putin, Mundo, Moscou, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar