03:56 24 Agosto 2017
Ouvir Rádio
    Membros da Al-Qaeda posam para foto com os rostos cobertos

    Ciberjihadista tunisiano é sentenciado a oito anos de prisão na França

    © East News/ Pacific Press
    Mundo
    URL curta
    0 7402

    Um ciberjihadista da Tunísia, administrador de um site ligado à Al-Qaeda, foi condenado nesta quinta-feira por um tribunal de Paris a oito anos de prisão, segundo informou a mídia local.

    A pena, conforme as requisições, será acompanhada de uma proibição definitiva de entrada no território francês, onde o terrorista Nabil Amdouni, de 37 anos, teria praticado uma "atividade particularmente grave e inquietante". 

    Preso em julho de 2012 em Toulon, onde vivia com sua esposa francesa e dois filhos, Amdouni foi identificado pela justiça como o criador da página "Choumoukh al-islam", reconhecido fórum jihadista e islamita apoiado pelo Al-Fajr, um ramo midiático da Al-Qaeda. De acordo com a justiça francesa, esse site, que hospedava uma série de mensagens criptografadas, teria se tornado "o melhor meio de comunicação entre as organizações terroristas". 

    Em sua defesa, Nabil Amdouni afirmou ter se distanciado de suas crenças jihadistas e disse que foi enganado por grupos que, agora, lutam entre si, matando muçulmanos.

    "Naquela época, eu pensei que era uma guerra, que era um dever a cumprir, que a minha fé estava me chamando", declarou o terrorista. 

    Entretanto, destacando o papel da internet na propagação do extremismo contemporâneo, a promotoria descreveu o acusado (e agora condenado) como um mestre da jihad midiática, acrescentando que, além de criar a página, em 2007, Amdouni transmitiu informações operacionais para que grupos radicais pudessem praticar atentados. 

    Mais:

    Al-Qaeda assume controle de aeroporto, terminal de petróleo e porto no Iêmen
    EUA admitem avanço da Al-Qaeda no Iêmen
    Al-Qaeda planejava atentados terroristas na Rússia
    Grupo somali ligado à Al-Qaeda pede massacres em shopping centers do Ocidente
    Tags:
    jihad, extremismo, terrorismo, "Choumoukh al-islam", Al-Fajr, Al-Qaeda, Nabil Amdouni, Toulon, Tunísia, França, Paris
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik