18:37 17 Agosto 2017
Ouvir Rádio
    Rússia e Ucrânia

    Yatsenyuk: Antigas relações comerciais entre Ucrânia e Rússia jamais serão restauradas

    © Sputnik/ Konstantin Chalabov
    Mundo
    URL curta
    0 493114

    A Ucrânia nunca vai restaurar o antigo nível de suas relações comerciais com a Rússia, se depender das previsões declaradas pelo primeiro-ministro ucraniano Arseny Yatsenyuk nesta quinta-feira (16).

    "Objetivamente, as relações comerciais que tivemos com a Rússia dez anos atrás nunca serão restauradas", disse o premiê, na reunião de um conselho econômico e social sobre as perspectivas de desenvolvimento do país.

    "Precisamos de novos mercados", afirmou ele, acrescentando que, em sua opinião, Kiev deve procurar maneiras de entrar nos mercados europeus.

    De acordo com Yatsenyuk, o principal problema para a economia ucraniana é a "ausência de um recurso de crédito", o que seria causado pelas altas taxas de juros. No entanto, para o primeiro-ministro, a eventual conclusão da operação militar de Kiev no leste do país poderia estimular os cidadãos a voltarem a depositar dinheiro nos bancos, ajudando assim a tornar o país mais atraente para os investidores estrangeiros.

    Também presente na reunião de hoje, o ex-primeiro-ministro e ex-diretor do Banco Nacional da Ucrânia, Sergei Arbuzov, disse, por sua vez, que a economia doméstica afundou durante o ano seguinte aos acontecimentos que levaram à mudança de poder no país.

    "Durante o ano, a Ucrânia perdeu US$ 7 bilhões com a ruptura das relações comerciais com a Rússia. O volume de negócios de comércio ficou três vezes menor e sua rápida recuperação é impossível. Enquanto isso, é em princípio impossível restaurar o volume de negócios de commodities alternativamente sem a Rússia. Ninguém vai nos permitir entrar na Europa com a nossa produção. Eles nos veem apenas como um suplemento de matéria-prima e um mercado para os seus produtos", disse Arbuzov.

    A Ucrânia passou por um golpe de Estado em fevereiro do ano passado, quando uma série de violentos protestos incentivados por movimentos pró-europeus e pró-ocidentais, inclusive com a participação de facções de tendência neonazista, levou ao afastamento do então presidente Viktor Yanukovich e à subida ao poder do atual chefe de Estado, Pyotr Poroshenko. 

    Em abril de 2014, o governo central ucraniano deu início a uma operação militar na região de Donbass, no leste do país, onde a maior parte da população se recusou a aceitar a legitimidade do novo gabinete em Kiev e, em vez disso, decidiu criar as autoproclamadas Repúblicas Populares de Donetsk e Lugansk.

    Mais:

    Especialista: União Europeia não conseguirá substituir o gás russo que passa pela Ucrânia
    Putin: Rússia nunca quis impor à Ucrânia um modo de agir
    Paraquedistas americanos chegam à Ucrânia enquanto lutas em Donbass se intensificam
    Tags:
    guerra, crise, commodity, comércio, economia, Sergei Arbuzov, Arseny Yatsenyuk, Europa, União Europeia, Donetsk, Lugansk, Donbass, Kiev, Ucrânia, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik