10:23 16 Junho 2019
Ouvir Rádio
    Dólares

    Pesquisa: valorização do dólar pode aumentar violência doméstica

    © flickr.com/ Steven Depolo
    Mundo
    URL curta
    0 71

    Qual a relação entre o valor do dólar e a violência doméstica? O estudo apresentado na semana passada (9) pelo economista uruguaio Ignacio Munyo indica uma conexão surpreendente.

    Munyo, diretor do Centro de Economia, Sociedade e Negócios da Universidade de Montevideo, apresentou a sua pesquisa "Os números falam, nós ouvimos? Quantificar o senso comum". 

    No relatório, o cientista leva em conta os dois principais setores produtivos da economia: o setor de bens comercializáveis, que inclui a produção de bens e serviços transacionáveis no exterior, e o setor de bens e serviços não comercializáveis que inclui os restantes bens.

    Ele refere como os salários nesses setores são estabelecidos tendo em conta o valor do dólar. Ele explica que a taxa de câmbio real é simplesmente a relação de preços entre os bens transacionáveis exportados, que evoluem com o dólar, e os restantes bens, definidos a nível nacional.

    O último capítulo do relatório trata da violência doméstica a partir do ponto de vista da economia, em particular a relação entre a diferença do salário por sexo e a agressão contra as mulheres em casa.

    Munyo distingue entre a abordagem sociocultural, que indica que há mais violência contra as mulheres quando estas ganham mais do que o homem, e a abordagem alternativa de economistas, que diz que um aumento na renda das mulheres dá uma proteção implícita dentro casa.

    Neste ano, o Brasil também está vivendo uma pressão do dólar. E quando a cesta de consumidor fica mais cara e a inflação aumenta, podemos esperar mais problemas na sociedade e dentro de casa.

    Tags:
    violência, pesquisa, Dólar, Uruguai, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar