08:17 21 Outubro 2017
Ouvir Rádio
    Anonymous

    “Obama é embusteiro e trabalha com embusteiros”, diz hacktivista

    © AFP 2017/ OZAN KOSE
    Mundo
    URL curta
    0 924191

    Quando sair da prisão, o hacktivista norte-americano Barrett Brown, membro do Anonymous e criador do portal Echelon 2.0, uma espécie do WikiLeaks, pretende tornar a denunciar mentiras e irregularidades do governo de Barack Obama.

    O ex-porta-voz do movimento Anonymous, Barrett Brown, concedeu à Sputnik uma entrevista exclusiva. O hacktivista americano está na prisão há 33 meses com uma sentença inicial de 63 meses após ser condenado por vários atos de pirataria eletrônica contra redes empresariais e o governo dos EUA.

    O próprio Brown insiste que a sua principal atividade era jornalística. "O governo dos EUA decidiu hoje que eu fiz um trabalho tão bom investigando o complexo ciberindustrial, que agora eles vão me mandar investigar o complexo penitenciário-industrial", brincou o jovem de 33 anos no dia da sua sentença.

    Em entrevista à Sputnik International, Brown disse:

    "Há um trecho genial de um ex-general, que agora faz parte da governança de uma dessas companhias que citamos no [site] echelon2.org: ele disse, em um dos seus livros, que a sociedade norte-americana tem pouca confiança das chamadas operações de informação. E por isso, o povo americano não deve saber delas".

    Segundo o hacktivista, tal é o significado verdadeiro do Ato da Liberdade de Informação (FOIA na sigla em inglês).

    O objetivo do "movimento dos vazamentos", liderado pelo WikiLeaks do australiano Julian Assange, é, segundo Brown, "animar pessoas a vazar informações, a hackear companhias envolvidas em ações ilícitas com o governo e a hackear o governo".

    Perguntado se não era coincidência o governo Obama ter o maior número de sentenças de prisão contra vazadores de informação, o hacktivista disse:

    "Sim, ele é embusteiro e ele trabalha com embusteiros. Daí vem esse tipo de coisa".    

    Tags:
    prisioneiros, prisão, Anonymous, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik