23:22 30 Abril 2017
Ouvir Rádio
    Militares ucranianos retiram material blindado na região de Gorlovka

    Biden: EUA começarão treinamento dos soldados da Guarda Nacional da Ucrânia

    © REUTERS/ Gleb Garanich
    Mundo
    URL curta
    Ucrânia em foco da política internacional (289)
    1814222

    O vice-presidente dos EUA, Joe Biden, em uma conversa com o presidente ucraniano, Pyotr Poroshenko, informou sobre a decisão do presidente estadunidense, Barack Obama, de realizar um treinamento para 780 soldados da Guarda Nacional da Ucrânia em um futuro próximo, diz-se no site oficial do presidente ucraniano.

    Além disso, Biden manifestou que até o fim de março chegará à Ucrânia o primeiro lote de veículos militares para fortalecer a capacidade defensiva ucraniana. 

    Ao mesmo tempo o chanceler canadense, Rob Nicholson, disse que o Canadá continua a fornecer armamento não letal à Ucrânia. Acrescentou que em fevereiro o Canadá enviou 30 mil peças de farda militar, sete mil botas e estojos de primeiros socorros. Nicholson sublinhou que tudo isso é parte da ajuda do total montante de 11 milhões de dólares que Ottawa prometeu a Kiev em novembro 2014. 

    Anteriormente o Canadá gastou 55 milhões de dólares nas compras de capacetes, coletes a prova de balas e dispositivos de visão noturna para soldados ucranianos e na realização das eleições presidenciais e parlamentares na Ucrânia.

    Kiev está realizando, desde meados de abril, uma operação militar para esmagar os independentistas no leste da Ucrânia, que não reconhecem a legitimidade das novas autoridades ucranianas, chegadas ao poder em resultado do golpe de Estado ocorrido em fevereiro de 2014 em Kiev. Segundo os últimos dados da ONU, mais de 5.800 civis já foram vítimas deste conflito.

    Desde 9 de janeiro deste ano, a intensidade dos bombardeios na região aumentou, bem como o número de vítimas do conflito. Isto fez regressar ambas as partes às negociações. 

    O novo acordo de paz, firmado em Minsk entre os líderes da Rússia, da Ucrânia, da França e da Alemanha, inclui um cessar-fogo global no leste da Ucrânia. Segundo o acordo, o armistício deve ser seguido pela retirada das armas pesadas da zona de conflito, processo que já se iniciou.

    Tema:
    Ucrânia em foco da política internacional (289)
    Tags:
    armamentos, Exército, Pyotr Poroshenko, Joe Biden, Canadá, EUA, Ucrânia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik