08:39 19 Novembro 2017
Ouvir Rádio
    Refugiados nigerianos em Mainé-Soroa, no Níger

    Refugiados nigerianos podem agravar crise de alimentos no Níger

    © AP Photo/
    Mundo
    URL curta
    0 13701

    O primeiro-ministro do Níger, Brigi Rafini, disse nesta quarta-feira que o seu país enfrenta uma grande crise de alimentos e terá dificuldades para atender às demandas de sua população e dos nigerianos que buscam refúgio no território nigerino.

    Considerado um dos países mais pobres do mundo, o desértico Níger está acostumado com temporadas de péssimas colheitas. Mas, neste ano, o problema deve ser agravado pela chegada de milhares de refugiados do país vizinho, que sofre com os conflitos contra os extremistas do Boko Haram. 

    "O Estado não têm recursos suficientes para lidar com essa situação, e é por isso que precisamos de ajuda", disse Rafini durante um encontro com investidores. 

    Segundo o ministro da Agricultura, Maidagi Alambey, o país enfrenta um déficit de 230 mil toneladas de cereais devido à falta de chuvas. E, de acordo com o Escritório das Nações Unidas para a Coordenação de Assuntos Humanitários, a insegurança alimentar no país já afeta cerca de 3,4 milhões de pessoas.

    Tags:
    crise de alimentos, insegurança alimentar, ONU, Boko Haram, Brigi Rafini, Maidagi Alambey, Nigéria, Níger
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik