22:19 10 Dezembro 2016
Ouvir Rádio
    Denunciante-no exílio Edward Snowden e jornalista Glenn Greenwald

    Snowden discursa sobre privacidade e segurança na Era Digital

    © AP Photo/
    Mundo
    URL curta
    0 51231

    Ex-agente da NSA Edward Snowden discursou perante estudantes canadenses, via livestream, sobre privacidade e segurança.

    Esta foi a primeira vez que Edward Snowden se dirigiu a estudantes e discutiu o tema "Privacidade Versus Segurança: A Discussão da Privacidade Pessoal na Era Digital".

    Um grupo de mais de 1.000 estudantes ouviu o ex-denunciante e jornalista Glenn Greenwald por meio de livestream (a plataforma de streaming de vídeo) sobre os temas das mudanças na coleta de informações e da importância da privacidade online para garantir a sua segurança quer do crime de vazamento das informações privadas ou para a defesa da democracia.

    Conor Healy, um estudante que está no grau 12 do colégio Upper Canada, que presidiu a conferência e convidou Snowden para falar, apresentou-o como "talvez o homem mais procurado no mundo".

    Snowden começou por explicar o que ele pensava da importância das informações que ele vazou em junho de 2013. Os programas novos, similhantes à Prism, se "destacaram dos métodos tradicionais da coleita das informações".

    "Nós já não estavam procurando bandidos, já não estavam procurando terroristas", disse Snowden sobre os programas o alvo das quais foram civis, e chamou as programas "mudança fundamental no equilíbrio de poder entre o cidadão e o Estado".

    Ambos os oradores abordaram o debate sobre Edward Snowden visto como "herói ou traidor".

    "Eu acho que é justo dizer que [o vazamento] era responsável e todo o dano possível que foi feito", disse Snowden, explicando o processo cuidado que os jornalistas passaram a determinar quais partes da seu informação publicar e o que conter, devido às preocupações de segurança. Ele acrescentou que o debate de herói-traidor era "um pouco de uma distração" da questão de "como é que estes programas […] nos afetam e afetam a maneira de que queremos viver".

    "Ele não falou com estudantes do ensino médio antes e eu acho que ele estava à procura de uma oportunidade. Mas o que eu acho o que veio atravéz é o mesmo que eu pensei que a comunidade ficaria fascinado com a oportunidade de ouvi-lo", declarou o estudante na entrevista à the Globe e Mail.

    "Tenho colegas que são direitistas e da esquerda, tenho colegas que acham que ele é um traidor, e outros que pensam que ele é um herói. Mas todo o mundo concorda que o debate sobre a privacidade é o debate que temos, e que ele é a maior autoridade deste lado do debate", disse Conor Healy.

    O jornalista Greenwald respondeu às preocupações dos pais sobre adequação de Snowden como um alto-falante. Ele comparou Snowden com o seu modelo de infância, Daniel Ellsberg, "amplamente considerado como um herói", que vazou milhares de páginas de documentos secretos sobre a guerra do Vietnã para o New York Times em 1971.

    Snowden estava vivindo na Rússia há quase dois anos, e um estudante também desafiou-o sobre se ele iria vazar informações sobre espionagem russa, caso ele veio em frente da informação lá.

    "Claro, porque a prática leva à perfeição. A vida humana é sobre a tomada de riscos, sobre a tomada de chances… não é suficiente para acreditar em alguma coisa, você tem que lutar por isso", respondeu ele. 

    Nem todas as perguntas dirigidas à Snowden eram sérios, por exemplo em resposta a um inquérito sobre o seu "espírito animal", ele respondeu: "Eu sou um cara Internet por isso tem que ser um gato".

    #EdwardSnowden & his spirit animal: the #cat.

    Фото опубликовано Emma Jarratt (@em_crj) Фев 2 2015 в 5:10 PST

    Tags:
    espionagem, Edward Snowden, Canadá, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik

    Em foco