01:50 23 Outubro 2021
Ouvir Rádio
    Hoje atualizado
    URL curta
    0 235
    Nos siga no

    Bom dia! A Sputnik Brasil está acompanhando as matérias mais relevantes desta quinta-feira (7), marcada pela renovação do governo do Peru, pelo devastador terremoto no Paquistão e pelo julgamento de uma pessoa de 100 anos de idade por crimes da era nazista.

    CPI da Covid dá 48h para Guedes falar sobre auxílio, imunidade de rebanho e Prevent Senior

    Nesta quarta-feira (6), a CPI da Covid aprovou um requerimento com uma série de questionamentos ligados à pandemia que devem ser respondidos pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, no prazo de 48 horas. Ao todo, o documento endereça a Paulo Guedes 21 perguntas, algumas com subtópicos. Entre as questões colocadas pelos senadores estão o funcionamento do programa Auxílio Brasil, a relação entre as políticas econômicas do governo e as medidas adotadas pela operadora Prevent Senior, a opinião dele quanto à tese da imunidade de rebanho, a relação do ministro com supostos membros do chamado gabinete paralelo, se ele e a família dele se vacinaram contra o novo coronavírus no Brasil, entre outras. Em depoimento à Comissão, a advogada Bruna Morato, representante de médicos e ex-médicos da Prevent, contou que o Ministério da Economia supostamente estaria interessado em que o comércio e a indústria do país não parassem e, por isso, foi formulado um "plano para que as pessoas pudessem sair às ruas sem medo". O requerimento é usado como alternativa ao fato de o ministro não prestar depoimento na CPI. Esta semana é a última de depoimentos na Comissão. Entretanto, o Brasil confirmou mais 543 mortes e 18.582 casos de COVID-19, totalizando 599.414 óbitos e 21.517.514 diagnósticos da doença, informou o consórcio entre secretarias estaduais de saúde e veículos de imprensa.

    Ministro da Economia do Brasil, Paulo Guedes, em 5 de outubro de 2021
    © REUTERS / ADRIANO MACHADO
    Ministro da Economia do Brasil, Paulo Guedes, em 5 de outubro de 2021

    'Após 4 anos de mandato, não precisa gastar dinheiro com campanha', diz Bolsonaro

    Nesta quarta-feira (6), o presidente Jair Bolsonaro recepcionou atletas olímpicos e paralímpicos que representaram o Brasil nos Jogos de Tóquio 2021, no Palácio do Planalto. Em seu discurso, o presidente fez um paralelo entre a carreira esportiva e a política. Segundo ele, a preparação do sucesso no esporte começa anos antes, tal como quando um candidato pretende se reeleger. No entanto, "depois dos quatro anos de mandato, você não precisa gastar dinheiro com campanha", cita suas palavras o Correio Braziliense, já que houve tempo suficiente para mostrar à população seus feitos, explicou o chefe do Executivo. "Se não tiver dedicação, empenho, se não conseguirmos abstrair algo na nossa vida, a gente não consegue o sucesso. Isso serve para todas as fases da nossa vida", ressaltou. Bolsonaro ainda relatou sua carreira de atleta no Exército, onde participou do pentatlo militar, o que, segundo ele, fez dele "uma pessoa mais propícia a dar voos mais altos". No final, agradeceu aos atletas pelo esforço demonstrado nos Jogos.

    Presidente Jair Bolsonaro durante o encontro com atletas paralímpicos no Palácio do Planalto em Brasília, 6 de outubro de 2021
    © REUTERS / ADRIANO MACHADO
    Presidente Jair Bolsonaro durante o encontro com atletas paralímpicos no Palácio do Planalto em Brasília, 6 de outubro de 2021

    Peru tem novo governo

    Nesta quarta-feira (6), no Peru decorreu o juramento de um novo gabinete após a renúncia do primeiro-ministro e de sua equipe, dois meses após o início da gestão do presidente Pedro Castillo. O mandatário pediu na manhã de ontem (6) a demissão do premiê Guido Bellido e dos ministros durante uma reunião com eles, conforme comentou Bellido aos jornalistas após deixar o cargo. "Não sabemos as causas [...] cumprimos imediatamente", disse. Em uma curta mensagem pela televisão estatal, Castillo não mencionou os motivos da renúncia, mas afirmou ter tomado a decisão a favor da "governabilidade". A gestão de Bellido, que durou pouco mais de dois meses, se caracterizou por confrontos com o Congresso e por contradições com o próprio mandatário. Em uma cerimônia celebrada no palácio governamental de Lima, a advogada Mirtha Vásquez jurou como nova primeira-ministra do Peru. "Por Deus, por este país de mulheres e homens que todos os dias lutam para viver por dignidade, sem discriminação e que promovem mudanças reais, sim, juro", disse durante o ato protocolar ante o presidente Pedro Castillo. Ela já foi presidente do Congresso desde novembro de 2020 até 28 de julho de 2021. Os novos ministros que assumiram são os das pastas do Interior, Educação, Trabalho, Produção, Energia e Minas e Cultura.

    Presidente do Peru, Pedro Castillo, com a nova primeira-ministra Mirtha Vásquez durante a cerimônia solene em Lima, Peru, 6 de outubro de 2021. Foto divulgada pelo serviço de imprensa da Presidência do Peru
    © AFP 2021 / Serviço de imprensa da Presidência do Peru
    Presidente do Peru, Pedro Castillo, com a nova primeira-ministra Mirtha Vásquez durante a cerimônia solene em Lima, Peru, 6 de outubro de 2021. Foto divulgada pelo serviço de imprensa da Presidência do Peru

    Terremoto sacode sul do Paquistão, deixando 20 mortos e centenas de feridos

    Ao menos 20 pessoas morreram e cerca de 300 ficaram feridas nesta quinta-feira (7) quando um terremoto atingiu o sul do Paquistão na madrugada, enquanto a maioria das pessoas estava dormindo, informou a Autoridade de Gestão de Desastres. Equipes de resgate disseram que muitas das vítimas mortais eram mulheres e crianças. O terremoto, de magnitude 5.9, atingiu uma área 14 quilômetros a norte da cidade de Harnai, por volta das 03h00 de manhã, na hora local. Ele foi sentido em pelo menos seis cidades, mas a área mais afetada foi o remoto distrito montanhoso de Harnai, onde os deslizamentos de terra desencadeados pelo choque bloquearam algumas estradas, dificultando os esforços de resgate. As autoridades também estão lidando com interrupções das comunicações telefônicas e de eletricidade após postes terem sido danificados. "Há relatos de que cerca de 15 mineiros estão presos em uma mina na periferia da cidade", contou à AFP um alto funcionário do governo no distrito Harnai, Suhail Anwar Hashmi. Helicópteros do Exército estão ajudando a evacuar os feridos de áreas remotas para Quetta, a grande cidade mais próxima. "A maioria dos feridos veio com membros fraturados", contaram em um hospital da área. As autoridades avisaram também que o número de mortos pode aumentar. Tremores secundários estavam sendo sentidos em toda a região. O Paquistão fica em cima de placas tectônicas em colisão e os terremotos são comuns no país.

    Residentes perto dos escombros de suas casas, que colapsaram na sequência do terremoto no distrito montanhoso de Harnai, Paquistão, 7 de outubro de 2021
    © AFP 2021 / BANARAS KHAN
    Residentes perto dos escombros de suas casas, que colapsaram na sequência do terremoto no distrito montanhoso de Harnai, Paquistão, 7 de outubro de 2021

    Explosão em escola religiosa no Afeganistão

    Sete pessoas morreram na explosão em uma escola religiosa na província oriental afegã de Khost, informou à Sputnik uma fonte dos órgãos de segurança. O incidente, que ocorreu na quarta-feira (6), também deixou 16 pessoas com ferimentos, de acordo com a fonte. O Ministério do Interior disse que a explosão foi causada por uma granada de mão. No domingo (3), outra explosão ocorreu perto da mesquita Eid Gah na capital afegã, Cabul. Uma fonte no Talibã (organização terrorista proibida na Rússia e em vários outros países) contou à Sputnik que 12 pessoas morreram na sequência do atentado, enquanto 32 ficaram feridas. Três pessoas foram detidas em conexão com o ataque, de acordo com o representante do governo provisório. O Daesh (organização terrorista proibida na Rússia e em vários outros países) assumiu a responsabilidade pela recente explosão.

    Afegãos em uma praça no bairro antigo de Cabul, Afeganistão, 5 de outubro de 2021
    © REUTERS / JORGE SILVA
    Afegãos em uma praça no bairro antigo de Cabul, Afeganistão, 5 de outubro de 2021

    Alemanha julga homem de 100 anos de idade por crimes nazistas

    Um ex-guarda de um campo de concentração de 100 anos de idade vai ser hoje, quinta-feira (7), julgado por crimes da era nazista na Alemanha. Ele é a pessoa mais velha de todos os tempos a ir a tribunal acusado de cumplicidade em assassinatos em massa. O suspeito, identificado apenas como Josef S., é acusado de "conscientemente e de boa vontade" ter auxiliado no assassinato de 3.518 prisioneiros no campo de concentração Sachsenhausen em Oranienburg, no norte de Berlim, entre 1942 e 1945. As alegações contra ele incluem também auxílio e cumplicidade na "execução por fuzilamento de prisioneiros de guerra soviéticos em 1942" e no assassinato de prisioneiros "utilizando gás venenoso Zyklon B". Apesar de sua idade avançada, uma avaliação médica em agosto determinou que Josef S. estava capaz de ser julgado, embora audiências no tribunal Neuruppin sejam limitadas a algumas horas por dia. "Ele não é acusado de ter atirado em alguém em particular, mas de ter contribuído para esses atos por meio de seu trabalho como guarda e de ter estado ciente de que tais assassinatos estavam acontecendo no campo", disse o porta-voz do tribunal. Os procuradores alemães estão correndo para trazer os últimos nazistas sobreviventes à justiça e, nos últimos anos, têm estado especialmente focados no pessoal nazista de níveis mais baixos.

    Mais:

    Produtos do Facebook passam por 'revisão de reputação' após denúncia de vazamento de dados
    EUA enviam 4 bombardeiros B-1B Lancer ao Reino Unido em meio a tensões com Rússia (VÍDEO)
    China implanta seus novos caças J-16D em base aérea perto de Taiwan, mostra FOTO de satélite
    Tags:
    Brasil, Peru, Afeganistão, explosão, terremoto, Paquistão
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar