18:37 25 Janeiro 2021
Ouvir Rádio
    Hoje atualizado
    URL curta
    1221
    Nos siga no

    Bom dia! A Sputnik Brasil acompanha as notícias mais relevantes desta segunda-feira (21), na qual Reino Unido lida com restrições internacionais após confirmação de nova cepa do coronavírus, EUA devem aprovar pacote trilionário de ajuda em meio à COVID-19 e Japão propõe orçamento de defesa recorde para conter a China.

    Brasil registra alta nos casos de COVID-19

    Neste domingo (20), o Brasil registrou mais 480 mortes e 24.680 novos casos de COVID-19, informou consórcio entre secretarias estaduais de saúde e veículos de imprensa. O país registrou média móvel de 47.909 diagnósticos diários, a maior desde o início da pandemia, mesmo sem dispor de dados atualizados do estado de São Paulo. O prefeito do Rio, Eduardo Paes (DEM), assinou acordo com o Instituto Butantan para adquirir vacina contra a COVID-19, conforme líderes locais seguem apostando em alternativas ao governo federal para iniciar campanhas de imunização contra a doença. Ao todo, o Brasil registra 186.773 mortes e 7.237.350 casos de COVID-19.

    Praia de Ipanema lotada no Rio de Janeiro, em meio à pandemia, 20 de dezembro de 2020
    © REUTERS / Pilar Olivares
    Praia de Ipanema lotada no Rio de Janeiro, em meio à pandemia, 20 de dezembro de 2020

    Novo ministro do STF suspende trecho da Lei da Ficha Limpa

    O recém-empossado ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Nunes Marques, suspendeu trecho da Lei da Ficha Limpa, a somente um dia do recesso do judiciário, que teve início neste domingo (20). A medida foi tomada no âmbito de ação direta de inconstitucionalidade (ADI) acionada pelo PDT e impede que a ilegibilidade de políticos condenados ultrapasse os oito anos. O ministro Marco Aurélio criticou a decisão do colega, uma vez que o tribunal já havia considerado a Lei da Ficha Limpa constitucional, em 2012. O presidente da corte, Luiz Fux, pode cassar a medida cautelar de Nunes Marques.

    Ministro Nunes Marques durante sessão solene de posse no STF
    © Foto / Fellipe Sampaio/Divulgação/STF
    Ministro Nunes Marques durante sessão solene de posse no STF

    Congresso dos EUA deve votar pacote de ajuda contra COVID-19

    Nesta segunda-feira (21), o Congresso dos EUA deve votar novo pacote de ajuda de US$ 900 bilhões (cerca de R$ 4 trilhões), após meses de negociações. Os recursos devem ser investidos em medidas de auxílio à população afetada pelas consequências econômicas do coronavírus. Os EUA são o país mais atingido pela COVID-19 no mundo, com mais de 300 mil mortes e 17 milhões de casos da doença, de acordo com a Universidade Johns Hopkins (EUA). Neste domingo (20), conselho consultivo indicou que maiores de 75 anos e trabalhadores essenciais devem ter acesso preferencial à vacina da Moderna, recém aprovada para uso no país.

    Líder da maioria democrata na Câmara dos Representantes dos EUA segura pasta com projeto de lei de auxílio econômico, Washington, EUA, 20 de dezembro de 2020
    © REUTERS / Ken Cedeno
    Líder da maioria democrata na Câmara dos Representantes dos EUA segura pasta com projeto de lei de auxílio econômico, Washington, EUA, 20 de dezembro de 2020

    Reino Unido convoca reunião emergencial sobre nova cepa de COVID-19

    Nesta segunda-feira (21), o primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, deve convocar reunião de emergência para debater as restrições de viagem impostas por diversos países contra o Reino Unido, e seus possíveis impactos nas importações de bens essenciais ao país. A cadeia de suprimentos britânica encontra-se sobrecarregada, em função da saída do país da União Europeia, que se concretizará em 31 de dezembro. Neste sábado (19), o Reino Unido colocou diversas regiões do país, incluindo a capital, sob regime de lockdown (confinamento), após confirmar a circulação de nova cepa do coronavírus, com uma capacidade de transmissão 70% superior à anterior.

    Trânsito de caminhões na fronteira do Reino Unido, conforme se aproxima a data do Brexit, em Folkestone, Reino Unido, 20 de dezembro de 2020
    © REUTERS / Peter Nicholls
    Trânsito de caminhões na fronteira do Reino Unido, conforme se aproxima a data do Brexit, em Folkestone, Reino Unido, 20 de dezembro de 2020

    Japão aprova orçamento de defesa recorde para 2021

    Nesta segunda-feira (21), o gabinete do primeiro-ministro japonês, Yoshihide Suga, aprovou orçamento recorde para o país em 2021, a fim de combater a pandemia da COVID-19 e modernizar suas Forças Armadas. Com sétima alta anual consecutiva, o orçamento de Defesa prevê o investimento de US$ 556 bilhões (cerca de R$ 4.5 trilhões), em caças de nova geração e US$ 323 bilhões (cerca de R$ 1.6 trilhões) em nova categoria de mísseis. Os investimentos seriam necessários para conter a ascensão da China e o desenvolvimento nuclear norte-coreano, reportou a AFP. "Vamos aumentar a capacidade necessária para a segurança nacional [...] para acompanhar o ritmo do ambiente de segurança, que está cada vez mais complicado", disse o chefe de gabinete, Katsunobu Kato, em briefing à imprensa. A proposta deve seguir para sanção parlamentar.

    Mais:

    Em entrevista ao próprio filho, Bolsonaro diz que 'pressa para a vacina não se justifica'
    Político francês ameaça Reino Unido com 'guerra das Malvinas'
    Pompeo: 'Forças apoiadas pelo Irã estão por trás do ataque mais recente à Zona Verde em Bagdá'
    Tags:
    S-400, sanções, Turquia, Japão, pandemia, EUA, STF, COVID-19, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar