12:19 24 Abril 2017
Ouvir Rádio
    Fotos

    World Press Photo 2017: imagens dos mestres da fotografia que não o deixarão indiferente

    URL curta
    0 311671
    • Foto da série Assassinato na Turquia do fotógrafo Burhan Ozbilici, que ganhou o principal prêmio da World Press Photo 2017, retrata o assassino do embaixador russo na Turquia, Andrei Karlov, na galeria de artes em Ancara, em 19 de dezembro de 2016
    • Foto da série Dias Negros da Ucrânia de Valery Melnikov, na qual aparece um homem que avalia a destruição de um prédio atingido por ataque de artilharia em Lugansk
    • Foto da série Palácio de Copacabana de Peter Bauza que venceu o 3º lugar na categoria Temas Contemporâneos e retrata a vida abafada dos “sem teto, sem terras”
    • Foto da série Vida Dentro da Prisão Mais Superlotada das Filipinas, de Noel Celis, que mostra dezenas de prisioneiros dormindo nos degraus da escada da prisão Quezon City em Manila
    • Foto da série Resgatados dos Escombros, do fotógrafo Ameer Alhalbi, na qual cidadãos sírios carregam crianças, passando por destroços dos prédios desmoronados na sequência de um ataque aéreo em Aleppo
    • Foto de Mattieu Paley, que ficou em 3º lugar na categoria Vida Cotidiana, mostra uma mulher que guarda dinheiro em sua meia-calça, o que é uma prática comum para as mulheres da minoria Uigur, que habita principalmente o noroeste da China, que, apesar de serem muçulmanas, não aderem ao código de vestuário conservador
    • Imagem da série Palácio de Copacabana de Peter Bauza que retrata a vida de Domingo, um angolano que se mudou para o Brasil em busca de vida melhor alguns anos atrás e se tornou um daqueles que se costuma chamar de “sem teto, sem terras”
    • Foto da série Batalha Iraquiana para Recuperar suas Cidades de Sergei Ponomarev retrata uma família escapando às hostilidades em Mossul, segunda maior cidade do Iraque e um dos baluartes do Daesh
    • Imagem tirada por Amber Bracken retrata um homem sendo tratado com leite de magnésio pela polícia após ter sido atacado com gás de pimenta durante uma greve no estado de Dakota do Norte
    • Imagem batizada como Monarcas na Neve, de Jaime Rojo, apresenta uma superfície florestal atapetada com borboletas, em Michoacán, no México
    • Foto Tomando Postura em Baton Rouge de Jonathan Bachman, que venceu o 1º lugar na categoria Temas Contemporâneos, retrata Ieshia Evans, ativista solitária que chegou à Louisiana para participar do protesto contra a violência policial
    • Imagem da série Migração Mediterrânea de Mathieu Willcocks que retrata migrantes eritreus apinhados no porão de um barco de madeira que transportou cerca de 540 homens, mulheres e crianças
    • Imagem Suor Cria Campeões, do fotógrafo Tiejun Wang, apresenta quatro estudantes de uma escola de ginástica em Xuzhou, na China, fazendo treinamento de dedos por meia-hora cada di
    • Foto Sorriso Dourado do Rio, do fotógrafo Oliver Pfaffenbach, que retrata o atleta jamaicano Usain Bolt sorrindo ao ganhar a corrida de 100 metros nas Olimpíadas do Rio em 14 de janeiro de 2016
    • Imagem da série Pandas Viram Selvagens de Ami Vitale retrata uma panda gigante chinês de 7 anos e sua filhota pequenina
    • Foto chamada O que Daesh Deixou, do fotógrafo Magnus Wennman, retrata a menina iraquiana Maha deitada no chão de um campo de refugiados sobrelotado
    • Imagem da série Cuba à Beira de Mudar mostra a cerimônia fúnebre de Fidel Castro em Santa Clara, em Cuba, que declarou 9 dias de luto após a morte do ex-comandante e revolucionário
    • Imagem da série Ilha de Salvação, de Francesco Comello, retrata os habitantes da comunidade de párias isolada e escondida perto de uma estrada lotada entre Moscou e Iaroslavl, fundada na década de 90 por um sacerdote ortodoxo
    • Imagem de Francis Pérez mostra uma tartaruga marinha enredada em redes de pesca perto da ilha de Tenerife, no arquipélago espanhol das Canárias
    • Foto de Alessio Romenzi mostra um combatente das forças líbias leais ao governo de Trípoli carregando seu camarada gravemente ferido por uma armadilha colocada pelos militantes do Daesh, na Líbia
    • Foto da série Olímpicos, de Jay Clendenin, retrata Folau Niua, Danny Berret, Martin Iosefo e Garrett Bende, membros da equipe americana de rúgbi nas Olimpíadas do Rio em 2016, durante o treinamento no Centro Olímpico de Treinamento em Chula Vista, na Califórnia
    • Imagem da série Vítimas do Zika, do fotógrafo Lalo de Almeida, mostra a brasileira Adriana Cordeiro Soares dando banho ao seu filho João Miguel, com 3 meses de idade, nascido com microcefalia causada pelo vírus do Zika
    • Foto Deixado Sozinho, tirada por Santi Palacios, retrata uma menina nigeriana de 11 anos (à esquerda), que falou sobre a morte de sua mãe na Líbia, sentada ao lado do seu irmão (à direita) dentro de um barco de resgate
    • Imagem batizada como Passada de Migrantes, de Vadim Ghirda, retrata uma mulher apoiada por dois homens atravessando um rio em tentativa de atingir a Macedônia
    • Foto denominada como Armadilha Migratória Líbia retrata dois refugiados nigerianos chorando e se abraçando no centro de detenção para refugiados conhecido por acusações de assalto sexual e violência, em Surman, na Líbia
    • Imagem chamada Mergulho, de Cameron Spencer, que mostra o atleta francês Gaël Monfils “mergulhando” durante a partida com o tenista russo Andrei Kuznetsov durante a competição Australian Open de 2016, na Austrália
    • Imagem batizada como Enfarinhados, de Antonio Gibotta, mostra uma cena do festival da Batalha de Farinha que se dá cada 28 de dezembro na província espanhola de Alicante
    • Foto de Tom Jenkins, que ficou em 1º lugar na categoria Esportes, retrata a jóquei Nina Carberry voando do seu cavalo durante uma prova hípica de obstáculos na Corridas de cavalos Aintree 2016, na Inglaterra
    • Imagem denominada como Batalha por Mossul, do fotógrafo Felipe Dana, mostra um carro-bomba explodindo junto a veículos blindados das forças especiais iraquianas no caminho para Mossul, cidade iraquiana controlada pelo Daesh
    • Imagem da série Guerras de Rinocerontes, de Brent Stirton, mostra uma voluntária da organização financiada por doações Carinho por África Selvagem, que se especializa em tratamento de animais feridos, com a filhota de rinoceronte Lulah cuja mãe foi morta no Parque Nacional de Kruger e que posteriormente foi violentamente atacada por hienas
    • Foto da série Aenikkaeng (migrantes coreanos que se assentaram em Cuba), de Michael Vince Kim, mostra as irmãs Olga e Adelina Lim Hi, umas de poucos descendentes coreanos que não têm mistura de raças, sendo que seu avô, Im Cheon Taek, foi uma das figuras mais influentes da comunidade coreana em Cuba
    • Imagem Ofensiva de Mossul, de Laurent Van der Stockt, mostra um bairro oriental de Mossul, Cogjali, sendo limpo pelas forças especiais iraquianas em busca dos restantes terroristas do Daesh, enquanto os civis continuam se sentindo inseguros
    • Foto denominada como Gato Grande no Meu Quintal! retrata um leopardo selvagem caminhando pelo Parque Nacional de Sanjay Gandhi, uma área protegida da cidade de Mumbai, na Índia
    • Imagem da série Atleta Adaptável, de Darren Calabrese, que mostra a lutadora Lindsay treinando com ajuda de correntes e fitas para levantamento terra sob olho vigilante da sua técnica Jenny Jeffries
    • Imagem da série Agora Você Me Vê, tirada por Bence Máté, que ocupou o 3º lugar na categoria Histórias da Natureza mostra um gamo passeando no silencio da noite
    • Imagem chamada Explosão de Bomba Paquistanesa, de Jamal Taraqai, retrata os juristas a ajudarem seus colegas após uma explosão de bomba que custou a vida a 70 pessoas em Quetta, no Paquistão
    • Imagem batizada como Rezando por Milagre, de Robin Hammond, retrata Hellen, uma mulher que tem vivido com um problema mental durante toda sua vida, dado que nos países em desenvolvimento mais de 80 por cento das pessoas com tais problemas de saúde não recebem ajuda médica
    • Foto denominada como Viagem Iraniana, de Hossein Fatemi, mostra duas moças aproveitando uma festa juntas, sendo que neste país árabe é proibido que homens e mulheres desconhecidos socializem
    • Foto Rapazes serão Rapazes, de Giovanni Capriotti, retrata jogadores do clube de rúgbi Muddy York a ensaiarem para a campanha de arrecadação de fundos anual tipo “drag show” durante a qual os atletas se vestem de mulheres
    • Foto da série Table Rock Nebraska, de Markus Jokela, retrata a comunidade rural em Nebraska, EUA, onde nada realmente tem mudado ao longo dos anos, dado que a maior parte dos habitantes vive aqui durante toda a sua vida, se sentindo seguros
    • Imagem chamada Vítimas Caladas de Guerra Esquecida, da fotógrafa Paula Bronstein, que ocupou o 1º lugar na nomeação Vida Cotidiana, mostra a enfermeira Najiba de um hospital de emergências afegão segurando seu sobrinho Shabir, ferido em explosão de bomba que também matou sua irmã
    © Foto: World Press Photo/Burhan Ozbilici, The Associated Press
    Foto da série Assassinato na Turquia do fotógrafo Burhan Ozbilici, que ganhou o principal prêmio da World Press Photo 2017, retrata o assassino do embaixador russo na Turquia, Andrei Karlov, na galeria de artes em Ancara, em 19 de dezembro de 2016.

    Cada dia centenas de repórteres correm riscos de vida em locais de conflito na Síria, Iraque, Afeganistão e muitos outros países. Deixando de parte seu medo, eles se dedicam à obra para que nós, cidadãos comuns, possamos ver a realidade através da objetiva. Confira as mais impressionantes fotos de 2017 que certamente o deixarão emocionado.

    A World Press Photo é uma organização sem fins lucrativos que é amplamente conhecida por organizar o concurso de fotojornalismo mais prestigioso no mundo. Os participantes concorrem em várias categorias, entre elas Vida Cotidiana, Retratos, Eventos, Notícias Urgentes, Esporte, Assuntos Contemporâneos e outras.

    Neste ano, o prêmio principal do concurso foi ganho por Burhan Ozbilici, o fotógrafo que conseguiu apanhar o grito do assassino do embaixador russo na Turquia. Estas fotos circularam por todo o mundo, deixando as pessoas aterrorizadas com a barbaridade do acontecido.

    Porém, em 14 de fevereiro, a Embaixada da Rússia em Ancara comunicou que repudia a escolha do júri, afirmando que isto representa uma "degradação de costumes e valores morais" e "a propaganda do terror é inaceitável".

    Mais:

    Guerra esquecida na Líbia 'não desapareceu e pode reiniciar a qualquer momento'
    Que surpresa! Deputado belga descobre que mídia ocidental mente sobre Síria
    Mídia: Pentágono silenciou ataques aéreos no Iraque, Síria e Afeganistão durante 16 anos
    Tags:
    conflitos regionais, jornalismo, fotos, concurso, World Press Photo, Líbia, Iraque, Afeganistão, Síria, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik

    Mais fotos