00:11 29 Setembro 2021
Ouvir Rádio
    Europa
    URL curta
    0 90
    Nos siga no

    O regulador nacional de concorrência da França anunciou nesta segunda-feira (7) a imposição de uma multa ao Google no valor de 220 milhões de euros (R$ 1,35 bilhão).

    "A agência reguladora para a concorrência na França impõe sanções ao Google no valor de 220 milhões de euros pela promoção de seus serviços no setor da publicidade on-line", lê-se no comunicado da entidade francesa.

    O regulador francês acrescentou que, além da multa, está aceitando compromissos assumidos pela holding Alphabet que controla o Google para introduzir mudanças, prometendo tornar mais fácil para os concorrentes usarem suas ferramentas de publicidade on-line.

    "A decisão de multar o Google é particularmente significativa, uma vez que é a primeira em todo o mundo a abordar os complexos processos algorítmicos de leilão utilizados para a publicidade on-line", disse em comunicado Isabelle de Silva, chefe da Autoridade de Concorrência da França.
    Página do Google em tablet (foto de arquivo)
    © AFP 2021 / Damien Meyer
    Página do Google em tablet (foto de arquivo)

    Os compromissos da empresa norte-americana, previstas serem vinculativas na França por três anos, são parte de um acordo alcançado com os reguladores franceses. Estes últimos acusaram a empresa de tecnologia de abusar de sua posição no setor da publicidade digital ao dirigir injustamente as empresas para seu servidor em detrimento de seus rivais.

    Em dezembro de 2019 a mesma autoridade francesa multou o Google em 150 milhões de euros (R$ 921 milhões), alegando que as regras operacionais de sua plataforma de publicidade Google Ads eram "opacos e difíceis de entender", enquanto também eram aplicadas de maneira ostensivamente injusta.

    Mais:

    Google é multado pela Itália em mais de € 100 milhões por abuso de posição dominante no mercado
    Austrália descobre que Google enganou consumidores sobre coleta de dados
    Tribunal russo multa Google em mais US$ 82 mil por não excluir conteúdo proibido
    Tags:
    França, tecnologia, Google, multa
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar