06:21 16 Junho 2021
Ouvir Rádio
    Europa
    URL curta
    0 41
    Nos siga no

    Neste sábado (22), cerca de 1.000 pessoas se reuniram para uma manifestação no centro de Paris para protestar contra as ações de Israel e mostrar apoio à Palestina, informou um correspondente da Sputnik no local.

    A manifestação em Paris conta com representantes da diáspora árabe, da Confederação Geral do Trabalho (CGT), do Partido Comunista francês, de grupos anarquistas, assim como de residentes locais.

    Durante o protesto os participantes desenrolaram uma grande bandeira palestina no meio de uma das principais praças do centro de Paris e gritaram "liberdade para a Palestina", "a Palestina vencerá" e "Israel é um assassino".

    Ao contrário de manifestações anteriores, o protesto foi aprovado pelas autoridades desta vez. Nenhuma situação de violência foi relatada até agora.

    Em Paris, manifestantes participam de protesto em apoio à Palestina, em meio à escalada do conflito do país com Israel, em 22 de maio de 2021
    © REUTERS / Benoit Tessier
    Em Paris, manifestantes participam de protesto em apoio à Palestina, em meio à escalada do conflito do país com Israel, em 22 de maio de 2021

    Há uma semana, no sábado (15), uma manifestação não autorizada em apoio à Palestina ocorreu no distrito de Barbes, em Paris. O protesto resultou em confrontos violentos entre manifestantes e policiais. Os manifestantes atiraram garrafas, tábuas de madeira e fogos de artifício contra policiais, além de queimarem latas de lixo. A polícia respondeu com gás lacrimogêneo, canhões de água e balas de borracha. Segundo consta, 44 pessoas foram detidas e um policial ficou ferido.

    De acordo com o Ministério do Interior da França, um total de 22 mil pessoas participaram de protestos a favor do povo palestino em todo o país, com cerca de cinco mil pessoas somente na capital francesa.

    Na quinta-feira (20), Israel e o movimento Hamas concordaram com um cessar-fogo mediado pelo Egito, após 11 dias de ataques com foguetes e ataques aéreos que deixaram 243 palestinos e 12 israelenses mortos, além de milhares de feridos - a maioria do lado da Palestina.

    Mais:

    Novos confrontos são relatados entre polícia israelense e palestinos em Jerusalém
    Fim de bombardeios? Palestinos voltam a casas destruídas celebrando cessar-fogo
    França deve evitar 'ser arrastada' pela rivalidade EUA-China, diz chefe do Estado-Maior francês
    Tags:
    Israel, Palestina, França
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar