07:22 14 Junho 2021
Ouvir Rádio
    Europa
    URL curta
    3610
    Nos siga no

    Neste sábado (15), em Paris, a polícia francesa usou gás lacrimogêneo e canhões de água contra manifestantes reunidos em apoio à Palestina, informou um correspondente da Sputnik.

    Unidades especiais da polícia local estavam estacionadas perto da manifestação, sendo que os policiais bloquearam várias ruas e seis estações de metrô da região.

    A manifestação de apoio à Palestina foi proibida pelo chefe da polícia parisiense, atendendo ao pedido do ministro do Interior da França, Gerald Darmanin, que ressaltou que graves violações de segurança pública foram registradas durante manifestações semelhantes, em 2014. Darmanin disse ainda que as autoridades locais foram instruídas a serem vigilantes e duras em relação aos protestos.

    Em Paris, policiais observam em meio ao gás lacrimogêneo lançado contra um protesto de apoio à Palestina, em 15 de maio de 2021
    © REUTERS / Benoit Tessier
    Em Paris, policiais observam em meio ao gás lacrimogêneo lançado contra um protesto de apoio à Palestina, em 15 de maio de 2021

    Manifestações semelhantes foram realizadas em diversos países europeus, promovidas por grupos insatisfeitos com o que consideram um conflito de forças desproporcionais entre Israel e Palestina. Segundo informações publicadas pela AFP, milhares de manifestantes foram às ruas de alguns dos principais países da Europa, como Reino Unido, Alemanha e Espanha

    O conflito entre Israel e Palestina tem crescido nos últimos dias, à medida que os lados trocam ataques na fronteira da Faixa de Gaza. Cerca de 2.000 foguetes foram lançados contra Israel desde o início do confronto. Em retaliação, as Forças de Defesa de Israel (FDI) realizaram centenas de ataques contra o enclave palestino.

    Em Jerusalém, uma mulher palestina ferida é levada embora durante confrontos com a polícia de Israel em meio ao mês sagrado do Ramadã, em 8 de maio de 2021
    © REUTERS / Ronen Zvulun
    Em Jerusalém, uma mulher palestina ferida é levada embora durante confrontos com a polícia de Israel em meio ao mês sagrado do Ramadã, em 8 de maio de 2021

    Até agora, as hostilidades resultaram em pelo menos 139 palestinos mortos e mais de 1.300 feridos, enquanto do lado israelense houve oito vítimas fatais.

    Mais:

    Merkel chama bombardeio de Israel perpetrado pela Faixa de Gaza de 'ataques terroristas'
    Sem acordo: Brasil não comprará spray nasal desenvolvido por Israel
    Três foguetes foram disparados da Síria em direção a Israel
    Tags:
    Israel, Palestina, França
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar