05:23 12 Maio 2021
Ouvir Rádio
    Europa
    URL curta
    9425
    Nos siga no

    O ministro da Defesa russo, Sergei Shoigu, anunciou na última quinta-feira (22) a conclusão da inspeção-surpresa de prontidão para combate das tropas russas nos distritos militares do Sul e Ocidental do país.

    O porta-voz da política externa da União Europeia (UE), Peter Stano, declarou que está ciente de que a inspeção-surpresa de prontidão para combate das Forças Armadas da Rússia chegou ao fim, mas destacou que é importante ver o que acontece a seguir.

    De acordo com ele, os movimentos de tropas em grande escala não estão em conformidade com as obrigações internacionais.

    "Tomamos nota do anúncio feito ontem pelo Ministro da Defesa Shoigu sobre a retirada pretendida, bem como dos novos movimentos de tropas e equipamentos militares russos nas proximidades das fronteiras da Ucrânia. Estaremos observando de perto a retirada de tropas e equipamentos militares, que foram acumulados recentemente nas fronteiras da Ucrânia e da Crimeia", disse ele.
    Sergei Shoigu, ministro da Defesa da Rússia, durante visita de trabalho e inspeção da infraestrutura de base e ancoragem dos cruzadores submarinos nucleares Borei e Borei-A na região de Murmansk, Rússia
    © Sputnik / Pavel Lvov
    Sergei Shoigu, ministro da Defesa da Rússia, durante visita de trabalho e inspeção da infraestrutura de base e ancoragem dos cruzadores submarinos nucleares Borei e Borei-A na região de Murmansk, Rússia

    De acordo com o porta-voz, os movimentos em grande escala das tropas russas ocorreram sem notificação prévia e não estavam em conformidade com os compromissos internacionais da Rússia. Stano acrescentou que tais movimentações "aumentam as tensões, ameaçam e desestabilizam a segurança".

    O ministro da Defesa da Rússia, Sergei Shoigu assistiu na última quinta-feira (22) aos exercícios militares russos que foram realizados em Opuk, Crimeia, e que contaram com participação de mais de 10.000 soldados, 1.200 veículos e 40 navios de guerra.

    Mais:

    EUA continuarão enviando armas e instrutores militares à Ucrânia, diz Pentágono
    EUA avisam Rússia de que 'haverá consequências' se agir 'agressivamente' com Ucrânia
    EUA e OTAN estão agravando situação em torno da Ucrânia com ações provocativas, diz MRE russo
    Por que a Rússia movimenta suas tropas para a fronteira com a Ucrânia?
    Tags:
    Sergei Shoigu, tropas, Ucrânia, tropas russas, União Europeia, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar