03:22 04 Março 2021
Ouvir Rádio
    Europa
    URL curta
    3171
    Nos siga no

    Neste domingo (24), o presidente português, Marcelo Rebelo de Sousa, conquistou a reeleição ainda no primeiro turno com 60,7% dos votos.

    Conforme os resultados compilados pelo jornal português Observador, o atual presidente teve mais de 2,5 milhões de votos na eleição, já com todas as urnas apuradas.

    Em segundo lugar ficou a candidata Ana Gomes, com 13%, e logo em seguida André Ventura, com 11,9%. O comunista João Ferreira teve 4,3%, já Marisa Matias somou 4% dos votos, enquanto Tiago Mayan Gonçalves chegou a 3,2% e Vitorino Sila alcançou 2,9%. As eleições tiveram 60,5% de abstenção, 1,1% de votos brancos e 0,9% de votos nulos.

    Em Lisboa, eleitores são orientados na porta de uma seção eleitoral durante as eleições presidenciais de Portugal, em 24 de janeiro de 2021
    © AP Photo / Armando Franca
    Em Lisboa, eleitores são orientados na porta de uma seção eleitoral durante as eleições presidenciais de Portugal, em 24 de janeiro de 2021

    Rebelo de Sousa, apoiado pelos partidos PSD e CDS-PP, era considerado favorito para a vitória no primeiro turno. A surpresa foi o resultado do candidato de direita, André Ventura, líder do partido Chega. Nas pesquisas de opinião, Ventura aparecia com mais de cinco pontos percentuais de diferença atrás da socialista Ana Gomes. Gomes é candidata independente e teve o apoio dos partidos Livre e PAN, terminando em segundo lugar nas eleições com uma diferença de pouco mais de um ponto percentual à frente de Ventura.

    A abstenção também está acima do estimado pelas pesquisas, porém já se esperava que a eleição tivesse níveis recordes de abstenção devido à pandemia da COVID-19. Esse cenário chegou a preocupar a campanha do presidente reeleito, pois poderia causar um segundo turno em Portugal.

    O país europeu vive atualmente os efeitos da segunda onda do novo coronavírus e está sob lockdown, assim como outros países do continente, como a Alemanha e o Reino Unido. No sábado (23), Portugal bateu o recorde de casos e óbitos diários registrados, com 15.333 diagnósticos positivos de COVID-19 e 274 mortes causadas pela doença.

    Segundo os dados da Universidade Johns Hopkins, Portugal registra um total de 636.190 casos da doença e 10.469 mortes por COVID-19.

    Mais:

    Presidente de Portugal testa negativo 1 dia após testar positivo para COVID-19
    Portugal decreta mais um lockdown
    'Bolsonaro só semeia insegurança e violência', diz candidata à presidência de Portugal
    Tags:
    Portugal, Marcelo Rebelo de Sousa
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar