20:13 02 Dezembro 2020
Ouvir Rádio
    Europa
    URL curta
    2120
    Nos siga no

    Autoridades suíças prenderam duas pessoas suspeitas de terem conexão com os atentados que ocorreram nesta segunda-feira (2) na cidade de Viena, na Áustria, e que deixaram pelo menos cinco pessoas mortas e 22 feridos.

    Os presos eram cidadãos suíços de 18 e 24 anos e foram detidos na cidade de Winterthur. As informações foram publicadas pela AFP.

    "As investigações policiais levaram à identificação de um cidadão suíço de 18 anos e um suíço de 24 anos. Os dois homens foram presos na tarde de terça-feira (3 de novembro de 2020) em Winterthur, em coordenação com as autoridades austríacas", disse a polícia de Zurique em um comunicado.

    Os atiradores abriram fogo em seis locais diferentes no centro de Viena nesta segunda-feira (2), inclusive perto de uma sinagoga. As vítimas são um casal de idosos, um pedestre jovem e uma garçonete.

    O atirador foi morto pela polícia. Segundo as autoridades, ele foi condenado a 22 meses de prisão em 2019 por tentar viajar à Síria para unir-se ao Daesh (organização terrorista proibida na Rússia e em vários outros países). Ele estava armado com um rifle e um cinto falso de explosivos.

    O ministro do Interior da Áustria, Karl Nehammer, anunciou que 14 suspeitos foram detidos após os ataques e descartou a participação de um segundo atirador.

    Mais:

    VÍDEO mostra tiroteio e perseguição durante ataque em Viena
    Viena permanece sob ameaça terrorista, afirma chanceler austríaco
    Prefeito de Viena diz que há 15 pessoas hospitalizadas após ataques terroristas
    Ministro do Interior da Áustria diz que tiroteio em Viena deixou 'vários mortos'
    Quatro civis e 1 atirador foram mortos durante ataques em Viena, afirmam autoridades (VÍDEOS, FOTO)
    Tags:
    Prisão, Suíça, Daesh, ameaça terrorista, ataque terrorista, ato de terror, terrorismo, terror, ataque, Viena, Áustria
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar