06:02 25 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Europa
    URL curta
    2153
    Nos siga no

    Os pescadores franceses terão mais benefícios sem acordo do que com propostas "inaceitáveis" do Reino Unido em meio às negociações comerciais pós-Brexit entre os países, disse Annick Girardin, ministra do mar da França.

    As negociações comerciais entre o Reino Unido e a União Europeia (UE) estão em um impasse há meses, e a questão da pesca continua entre os principais pontos de conflito nas negociações do Brexit. Vários países da UE querem manter o acesso às águas do Reino Unido, mas Londres pretende renegociar os direitos de pesca.

    "Até agora, o Reino Unido apresentou propostas inaceitáveis. Os pescadores preferem não fazer um acordo do que fazer um mau acordo, e eles estão certos", disse Girardin em entrevista realizada pela publicação francesa Journal du Dimanche neste domingo (11).
    Campanha contra o fechamento da fronteira entre a Irlanda e a Irlanda do Norte após o Brexit, em outubro de 2019
    © AP Photo / Peter Morrison
    Campanha contra o fechamento da fronteira entre a Irlanda e a Irlanda do Norte após o Brexit, em outubro de 2019

    De acordo com a ministra, a UE e o Reino Unido não conseguiram fazer qualquer progresso na questão das pescas.

    "Estabelecemos os limites do que é permitido: acesso a áreas de pesca, cotas e espécies de peixes. Os europeus devem manter seus recursos e acesso a eles", disse Girardin, acrescentando que "compartilha da preocupação" dos pescadores franceses.

    O Reino Unido deixou a UE em janeiro, mas segue sob os termos comerciais da organização. Apesar disso, se nenhum acordo comercial for fechado antes de o período de transição expirar, em 31 de dezembro, as regras da Organização Mundial do Comércio (OMC) para ambas as partes entrarão em vigor imediatamente. Tais regras incluem tarifas alfandegárias e controle completo de fronteira para mercadorias do Reino Unido que entram na UE.

    O Reino Unido rejeitou a possibilidade de estender o período de transição, apesar das divergências sobre pescas e outras questões.

    Mais:

    França alerta que Londres e Paris podem ficar sem acordo comercial após Brexit
    Brexit e COVID-19 vão custar 308 bilhões de euros aos cofres da Alemanha em repasses para UE
    Alemanha quer manter laços de defesa com o Reino Unido mesmo após o Brexit
    Tags:
    União Europeia, Organização Mundial do Comércio, Reino Unido, Brexit, França
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar