04:51 25 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Europa
    URL curta
    1121
    Nos siga no

    Neste domingo (4), o presidente da Bielorrússia, Aleksandr Lukashenko, negou que seu país esteja enviando suprimentos militares ao Azerbaijão.

    A afirmação de Lukashenko foi dada diretamente ao presidente da Armênia, Armen Sarkisyan, em um telefonema entre os chefes de Estado.

    "O presidente da Armênia levantou a questão relatada por alguns meios de comunicação sobre as supostas entregas recentes de suprimentos militares da Bielorrússia para o Azerbaijão. Na conversa, foi dada uma resposta clara a esta informação falsa - nos últimos seis meses, nenhum suprimento militar foi enviado ao Azerbaijão ou à Armênia por meio dos militares", publicou a agência de notícias estatal bielorrussa Belta, citando o palácio presidencial.

    A agência também informou que Lukashenko manteve contato telefônico em 1º de outubro com o primeiro-ministro armênio, Nikol Pashinyan, e com o presidente do Azerbaijão, Ilham Aliev. Segundo a publicação, as lideranças discutiram temas como comércio e cooperação econômica, porém, o foco foi o conflito na região de Nagorno-Karabakh.

    Loja em chamas após o recente bombardeio. Stepanakert, Nagorno-Karabakh, 3 de outubro de 2020
    © REUTERS / Gor Kroyan
    Incêndio em Stepanakert, capital da não reconhecida república de Nagorno-Karabakh

    Armênia e Azerbaijão vivem atualmente um conflito na região de Nagorno-Karabakh, uma república autônoma não reconhecida de maioria armênia. O conflito eclodiu no final de setembro e desde então já deixou centenas de mortos e feridos, além da destruição de infraestrutura e de veículos militares.

    O conflito tem chamado a atenção da comunidade internacional e países como Rússia, França e os Estados Unidos apelaram às lideranças dos dois países para que encerrem as hostilidades na região.

    Mais:

    Forças de Nagorno-Karabakh destroem 3 aviões do Azerbaijão, declara Ministério da Defesa da Armênia
    Líder de Nagorno-Karabakh foi gravemente ferido, afirma assessor do presidente do Azerbaijão
    Baku anuncia tomada de cidade estratégica em Nagorno-Karabakh; Erevan desmente
    Tags:
    Nagorno-Karabakh, Bielorrússia, Aleksandr Lukashenko, Armênia, Azerbaijão
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar