18:33 18 Setembro 2020
Ouvir Rádio
    Europa
    URL curta
    137
    Nos siga no

    Mais de mil pessoas participaram de um protesto neste sábado (5) na capital italiana contra a obrigação de vacinar crianças em idade escolar e o uso de máscaras durante a pandemia da COVID-19.

    Os manifestantes, que em sua maioria não usavam máscaras, carregavam cartazes com palavras de ordem como "não à obrigação de vacinar, sim à liberdade de escolha", "não às máscaras nas escolas, não ao distanciamento", "a liberdade pessoal é inviolável" e "viva a liberdade".

    O primeiro-ministro italiano, Giuseppe Conte, ao comentar a realização da manifestação contra a vacina, citou os números de infectados e óbitos por conta da pandemia.

    "Mais de 274.000 doentes e 35.000 mortos [pelo coronavírus]. Ponto final", disse o primeiro-ministro. 

    Citado pelo G1, Giuseppe Conte manifestou a esperança de que não haja um novo período de confinamento na Itália por conta do aumento no número de casos de COVID-19, mas apenas "intervenções específicas" quando necessário.

    Mais:

    Itália registra menor número de mortes por COVID-19 desde fevereiro
    Itália registra 1.071 casos diários de COVID-19 pela primeira vez desde maio
    Itália dá início aos testes de sua vacina contra coronavírus
    Tags:
    vacina, máscara, novo coronavírus, COVID-19, Itália
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar