06:02 29 Setembro 2020
Ouvir Rádio
    Europa
    URL curta
    7147
    Nos siga no

    A Bielorrússia tem sido governada desde 1994 por Aleksandr Lukashenko, que foi reeleito com 80% dos votos neste domingo (9), motivo pelo qual o país europeu tem presenciado fortes protestos.

    Apoiadores da principal candidata da oposição Svetlana Tikhanovskaya – que escapou para a Lituânia – protestam contra os resultados das eleições do final de semana.

    ​Em Minsk e em toda a Bielorrússia apoiadores da oposição estão pendurando bandeiras brancas e vermelhas, muito diferentes da bandeira oficial do Estado, que é verde e vermelha.

    Por que a Bielorrússia tem duas bandeiras?

    O Ministério da Saúde da Bielorrússia afirmou que 51 pessoas foram levadas ao hospital com ferimentos após confrontos entre ativistas da oposição e forças policiais em Minsk, capital do país, nesta terça-feira (11).

    Porém, por que os membros da oposição usam uma bandeira diferente da oficial em seus protestos e comícios?

    A bandeira de três faixas horizontais, uma vermelha e duas brancas, foi a bandeira nacional desse país europeu desde a independência em relação à União Soviética, em 1991, até o ano de 1995.

    Em 1995 o presidente Lukashenko organizou um referendo. De acordo com os dados oficiais, a maioria votou pela retomada da bandeira usada no período soviético com pequenas alterações, como a remoção da foice e martelo, característicos da simbologia socialista.

    Antes da formação da União Soviética, o território do país fora parte do Império Russo, mas a etnia e língua distintas da população local alimentavam demandas por autonomia em relação a Moscou.

    No fim da Primeira Guerra Mundial, quando os líderes soviéticos assinaram o Tratado de Brest-Litovsk – que agora é a cidade bielorrussa de Brest – foi criada a República Popular Bielorrussa, que adotou a bandeira de cores branca e vermelha.

    Apoiadores da oposição da Bielorrússia levantam bandeiras em Kiev, na Ucrânia
    © Foto / Efrem Lukatsky
    Apoiadores da oposição da Bielorrússia levantam bandeiras em Kiev, na Ucrânia

    Contudo, essa bandeira deixou de ser utilizada quando o país foi incorporado à União Soviética. Já entre 1942 e 1944, durante a ocupação do país pela Alemanha nazista, a bandeira voltou ser utilizada brevemente.

    A origem histórica da bandeira – algumas vezes acompanhada pelo brasão de um cavaleiro montado conhecido como pahonya – é desconhecida, mas se acredita que data do ano 1410. Na época, o território constituía parte do Grão-Ducado da Lituânia, que ganhara nesse ano uma importante batalha militar.

    A lenda diz que um cavaleiro bielorrusso ferido levantou um pano ensanguentado como sinal do fim da batalha.

    Mais:

    Manifestantes entram em confronto com a polícia em Brest, na Bielorrússia (VÍDEO)
    Líder da oposição bielorrussa saiu do país e se encontra na Lituânia
    Protestos em Minsk: saiba como foram as manifestações que pararam Bielorrússia (FOTOS, VÍDEOS)
    Tags:
    protestos, eleições, Bielorrússia, bandeira, oposição
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar