15:02 28 Outubro 2021
Ouvir Rádio
    Europa
    URL curta
    Situação do mundo com COVID-19 em meados de junho (50)
    0 21
    Nos siga no

    Neste domingo (14), o número de mortes causadas pela COVID-19 no Reino Unido foi o menor desde o dia 21 de março.

    Segundo publicou o Ministério da Saúde do Reino Unido, foram registradas 36 mortes no país ao longo das últimas 24 horas. O número é bastante menor que o registrado no sábado (13), quando 181 novas mortes foram relatadas.

    A queda drástica pode ser explicada pelo fato de que aos finais de semana as estatísticas geralmente são melhores, uma vez que o sistema de relatórios não funciona em todo o seu potencial. Os casos não contabilizados são adicionados às estatísticas para os dias seguintes.

    Em Chester, no Reino Unido, um homem caminha próximo a uma placa que pede respeito ao distanciamento social devido à pandemia da COVID-19.
    © REUTERS / Molly Darlington
    Em Chester, no Reino Unido, um homem de máscara caminha próximo a uma placa que pede respeito ao distanciamento social devido à pandemia da COVID-19.

    De acordo com as autoridades de saúde britânicas, mais de 1.514 pessoas foram diagnosticadas com COVID-19 no dia anterior, contra 1.425 neste domingo (14). Desde a chegada do vírus ao país, 6.772.602 testes foram realizados localmente, segundo o Ministério da Saúde britânico.

    O Reino Unido é atualmente o terceiro país com mais mortes causadas pela COVID-19, atrás do Brasil e dos Estados Unidos, e o quinto em número de casos. Segundo os dados da Universidade Johns Hopkins, o Reino Unido tem hoje 297.342 casos e 41.783 mortes.

    Tema:
    Situação do mundo com COVID-19 em meados de junho (50)

    Mais:

    Reino Unido tem consumo de energia mais baixo em dias úteis desde 1982
    Manifestantes derrubam estátua de traficante de escravos no Reino Unido e a jogam em rio (VÍDEO)
    COVID-19: Brasil supera Reino Unido e já é o 2º país com mais mortes do mundo
    Tags:
    Reino Unido, COVID-19, Brasil, Estados Unidos
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar