14:07 12 Julho 2020
Ouvir Rádio
    Europa
    URL curta
    Mundo enfrentando pandemia no fim de maio (69)
    0 80
    Nos siga no

    Comissão Europeia revelará novos planos de gastos nesta semana e é provável que venha a considerar impostos adicionais ante a crise econômica gerada pela pandemia do coronavírus.

    Gigantes tecnológicas como Google, Facebook e Amazon poderiam se ver obrigadas a pagar impostos mais altos na Europa à medida que governos da União Europeia buscam novas formas de conseguir dinheiro para lidar com a crise econômica, informa o canal CNBC, citando suas fontes.

    "Vemos que as negociações sobre taxas a bens e serviços digitais avançam com maior velocidade na Europa, onde a crescente aspiração de utilizar o orçamento da UE para financiar a recuperação econômica do coronavírus pode fazer com que Bruxelas tenha um maior interesse na atrativa base fiscal potencial do comércio eletrônico e serviços digitais", salientou David Livingston, analista da Eurasia Group.

    Se espera que a Comissão Europeia revele novos planos de gastos nesta semana, e, provavelmente, considerará impostos adicionais, incluindo tarifas atreladas ao carbono, como novas fontes de renda, salientam o canal.

    Bandeiras da União Europeia em frente à sede da Comissão Europeia em Bruxelas (foto de arquivo)
    © Sputnik / Aleksei Vitvitsky
    Bandeiras da União Europeia em frente à sede da Comissão Europeia em Bruxelas (foto de arquivo)

    De acordo com Dexter Thillien, analista da indústria, há duas razões pelas quais se poderia pedir às gigantes tecnológicas que paguem mais.

    "A primeira é que serão as empresas que ganharão mais dinheiro durante e depois da pandemia, e a segunda é porque foram produzidos muitos movimentos em direção à tributação digital", detalhou o especialista.

    Segundo a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), as empresas do setor digital pagam em média a taxa efetiva de imposto de 9,5% na União Europeia. Comparativamente, as empresas tradicionais pagam 23,2%.

    Contudo, as gigantes tecnológicas dos EUA insistem que pagam impostos em concordância com o definido pela lei.

    A UE está acusando as grandes empresas do Vale do Silício, na Califórnia, de lucrar com as economias dos países europeus, utilizando sua complexa estrutura para enviar seus ganhos aos Estados-membros com menores impostos.

    Margrethe Vestager, comissária para Concorrência do bloco europeu, foi encarregada de elaborar um "imposto europeu justo" até o fim desde ano caso os esforços mundiais para reformar a tributação digital não avancem.

    Tema:
    Mundo enfrentando pandemia no fim de maio (69)

    Mais:

    União Europeia: Alemanha e França defendem doações de US$ 500 bilhões para retomada econômica
    Fim da privacidade? Apple e Google se unem para criar sistema de rastreamento da COVID-19
    Facebook aponta dados de usuários como 'superpoder' no combate mundial à COVID-19
    Tags:
    Google, União Europeia, União Europeia, orçamento, impostos, Europa, Amazon, Facebook, economia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar