21:30 31 Maio 2020
Ouvir Rádio
    Europa
    URL curta
    650
    Nos siga no

    A escassez de veículos operacionais de combate à infantaria (IFVs) no Exército alemão (Bundeswehr) agora é tão grave que os soldados são oficialmente aconselhados a usar carros durante o treinamento, revelou uma reportagem da mídia.

    Os documentos confidenciais militares obtidos pelo jornal alemão Bild sugerem que as unidades militares sem o equipamento necessário devem elaborar "soluções alternativas" e encontrar "oportunidades de treinamento inovadoras".

    As recomendações, de acordo com a publicação, sugerem literalmente que batalhões de infantaria motorizada que não possuem IFVs operacionais suficientes devem substituí-los por carros comuns e depois dizer aos soldados para fingir que estão pulando de veículos blindados.

    O Bild afirma ainda que alguns comandantes do Bundeswehr já seguiram essas instruções e colocaram em prática a recomendação, embora o documento não cite nenhuma unidade específica.

    Segundo os documentos, menos de um quinto de todos os veículos de ponta de infantaria Puma entregues às tropas estavam realmente operacionais em meados de 2019.

    Supostamente um dos IFVs mais bem protegidos do mundo, o Puma - que logo foi chamada de "garoto problemático" de Bundeswehr - tem uma história conturbada. Quando o Exército alemão estava prestes a receber 350 Pumas em 2018, foi revelado que os veículos de última geração - geralmente chamados de tanques leves devido ao seu tamanho e peso - simplesmente não são adequados para soldados mais altos do que 1,84m.

    Forças Armadas da Alemanha
    © AFP 2020 / John MacDougall
    Forças Armadas da Alemanha

    Em novembro de 2018, o Bundeswehr admitiu que, dos 71 IFVs recebidos um ano antes, apenas 27 estavam realmente prontos para o combate - tudo devido à necessidade de nova montagem cara e falta de peças de reposição, o problema que atormentou um dos maiores Exércitos da OTAN há anos.

    O Bundeswehr luta com a escassez de equipamentos e de pessoal há bastante tempo, tornando-se uma fonte constante de notícias sobre aviões que não podem voar, tanques que quebram e embarcações impróprias para operações marítimas. Em 2017, a Alemanha ficou literalmente sem toda a sua frota submarina em um ponto, pois todos os seus navios submarinos estavam em manutenção ou com extrema necessidade de reparos.

    Os soldados alemães aparentemente se acostumaram a improvisar em meio à falta de equipamento, no entanto. Em 2015, foi relatado que durante os jogos de guerra da OTAN na Noruega, um ano antes, uma unidade enviada para o exercício estava equipada com veículos blindados Boxer, que acabaram por não possuir armas.

    Os soldados - nas melhores tradições do gênio teutônico - usavam vassouras pintadas de preto para simular metralhadoras pesadas de 12,7 mm.

    Mais:

    Inteligência dos EUA teria descoberto 'possível ataque iminente' a tropas americanas na Alemanha
    Inspetores russos realizarão vistoria em base militar dos EUA na Alemanha
    Alemanha descarta compra de drones norte-americanos Triton
    Tags:
    segurança, defesa, decadência, tecnologia, militares, inovação, Bundeswehr, Ministério da Defesa da Alemanha, Exército da Alemanha, Alemanha
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar